8 erros de usabilidade que você pode estar cometendo no seu e-commerce sem perceber

As vendas por internet são uma das maiores tendências dos nossos tempos. Por isso, é fundamental ganhar espaço nesse campo e permitir-se dedicar um pouco mais ao e-commerce. Além de considerar a grande oportunidade de migrar a sua empresa para este “mundo online” que está gerando enormes benefícios para os negócios.

De fato, Statista publicou  um estudo sobre o crescimento das vendas dos e-commerces entre 2014 e 2021. Nele, observamos que as vendas deste tipo de negociação no mundo inteiro foram de 2.3 trilhões dólares só em 2017. Além disso, estima que o faturamento poderia chegar a 4.88 trilhões de dólares em 2021.

Por sua vez, a revista Forbes menciona que, de acordo com estudos realizados em 2017, 51% da população estadunidense preferiria realizar compras pela internet. Isso se traduziria em um crescimento anual de aproximadamente 23% para a tendência e-commerce.

Considerar os indicadores estatísticos do público estadunidense é fundamental para toda e qualquer companhia. Basicamente porque, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), como mencionado pelo IPRI, os Estados Unidos representam a primeira economia do mundo.

A evidências econômicas apontam para o sucesso indiscutível dessa tendência de mercado. Porém, quando se trata de e-commerce, o compromisso e o investimento devem estar à altura do lucro e dos resultados esperados. Ou seja, aqui você precisa investir para ganhar!

Usabilidade: a importância de facilitar o caminho para os seus clientes

Provavelmente, você pensa que a qualidade e a distinção de um produto são tudo! Embora estes aspectos sejam indispensáveis, também existem outras coisas nas quais você deve investir para que seu e-commerce seja um sucesso. Por exemplo, o potencial de uso dos seus recursos online.

No atual mundo dos negócios pela internet, você precisa estar familiarizado com o termo “Usabilidade”. Esta é uma tradução literal de Usability e está relacionada à análise da facilidade e da comodidade que um usuário experimenta ao navegar em um site.

Essa medição pode afetar a qualquer página web, independente da sua natureza. Porém, quando falamos de negócios, sua relação é determinante.

O fato de seus atuais e potenciais clientes conseguirem acessar e navegar no seu site com facilidade pode fazer toda a diferença na hora de impulsionar suas vendas e melhorar seus lucros. Em um mundo competitivo como a Internet, destacar-se e garantir um posicionamento privilegiado requer dos melhores recursos.

Entre os fatores que influenciam diretamente na decisão do público estadunidense para realizar suas compras pela internet e são representados pelo portal Small Business Trends, observamos que a simplicidade e a comodidade de navegação pesa um 64% para eles. Portanto, o sucesso das vendas depende em um 64% de dedicar o tempo necessário à usabilidade do seu site.

Por isso, é um erro fatal deixar de lado a usabilidade. E deste erro derivam alguns impasses que você pode estar cometendo e que comprometem o sucesso do seu e-commerce. Muitas vezes, esses detalhes acontecem como consequência do desconhecimento ou da falta de apoio de um verdadeiro especialista. Isso significa que, embora sejam erros delicados, possuem uma solução relativamente simples.

Agora, falemos um pouco sobre os 8 erros de usabilidade mais comuns:

1. Não conseguir abrir o site em vários dispositivos

Imagine quão cômodo resultará para seus clientes poder acessar suas ofertas e serviços desde qualquer lugar e em qualquer momento, enquanto realizam outras atividades.

Para conseguir isso, seu site deverá ter a capacidade de abrir e funcionar em qualquer dispositivo móvel (smartphones, tablets, etc.). E isso significa que você precisará contar com um design responsivo, o qual permita ajustes de tamanho e distribuição.

Mas não se confunda… O fato de ter uma app disponível não garante que seus usuários conseguirão no seu site desde seus celulares. A maioria dos clientes não gostam de ter que baixar aplicativos extras para conseguir acessar as informações dos seus produtos.

2. Informação em formatos impossíveis

Nesse caso, queremos dizer que a apresentação da sua informação não deve ser uma dor de cabeça para os seus clientes. E nesse aspecto, existem vários erros possíveis…

Por exemplo: a fonte deve ser considerado na hora de apresentá-la no site final. Também é importante observar a cor em relação ao fundo e prestar ainda mais atenção à diagramação, já que a distribuição dos blocos de informação é crucial para a leitura e a navegação.

Afinal, ninguém quer ler um monte de letras pequenas e cinzas colocadas sobre um fundo branco e sem imagens.

3. Uma distribuição “atormentada”

Seus clientes se sentirão muito mais confortáveis e satisfeitos navegando em uma web com estrutura simples, bem delimitada com seus menus, suas opções e até com um mapa de navegação.

Um excesso de links, opções e botões acaba sendo incômodo…

4. Não oferecer respostas aos seus clientes

Imagine por um momento que você é o cliente e acaba de completar uma transação, de fazer um registro ou de solicitar um download. Porém, o site não emitiu nenhuma mensagem para confirmar o status desse processo.

Os clientes, especialmente aqueles que preferem comprar em e-commerces, precisam confirmar que suas solicitações e pagamentos foram recebidos. Além de ter certeza que sua informação está devidamente protegida.

Para que você compreenda a importância desse aspecto, queremos compartilhar o quê o especialista em usabilidade Darcy Verguera comentou para a Maestros de la Web (“Mestres da Web”). Segundo ele, o sucesso da Amazon é um excelente exemplo do impacto desse aspecto no e-commerce. Na sua opinião, o ponto crucial do famoso site é a experiência completa que oferece ao cliente. E completa: “(…) se você envia um e-mail perguntando alguma coisa, eles te oferecem em menos de 2 minutos uma resposta certeira”.

5. Não potencializar a busca

Tente imaginar todos os sites que os clientes podem visitar em apenas um dia antes de encontrar o seu.

A quantidade de informação que eles recebem é tão grande que ter que passar por uma busca exaustiva entre diferentes quantidades de informação e produtos pode acabar sendo traumático.

Por isso, dar visibilidade clara aos itens mais buscados por outros usuários, barras de pesquisa, contar com filtros ou ajudas aos clientes encaminham as visitas à sua página.

6. Não contar com uma mensagem de erro

Em muitos casos, seu site gerará alguns erros durante a navegação dos clientes pela quantidade de tráfego ou pela conexão.

Por isso, é importante contar com uma landing page personalizada que emita uma mensagem cordial para o cliente, informando o erro e convidando a visitar outras áreas da sua web.

7. Não poder corrigir

Não contar com a opção de editar pode acarrear grandes conflitos no futuro. Um bom exemplo seria que, como consequência de um preenchimento incorreto de informações, o pedido do seu cliente não chegue no tempo adequado, não cumpra com as expectativas ou não seja correto.

Cetelem, o Observatório E-commerce, avaliou o impacto das devoluções na conclusão das vendas e na predileção dos clientes por alguns sites. Neste estudo citado por Gabriel Castro para o TLG Commerce, observa-se que 41% das pessoas não se animam a comprar online pelos incômodos que acarretam as devoluções.

Daí podemos concluir a importância de evitar as devoluções através da obtenção de informação corretas, da conclusão de todos os formulários e da possibilidade de corrigir.

8. Design de catálogos pouco amigáveis

Como empresário, você conta com catálogos e inventários da sua mercadoria e neles você descreve e classifica seus produtos nos termos que te parecem familiares e cômodos. Porém, os clientes identificarão esses produtos pelos nomes comuns ou até mesmo pela sua aparência.

Por isso, contar com gráficos, imagens e nomes claros ajudará a fidelizar clientes e manter a preferência pela sua marca.

Portanto, a melhor maneira de potencializar seu e-commerce é ser capaz de colocar-se na pele dos seus clientes e ver o seu site com os olhos daquelas pessoas que procuram produtos ou serviços. Para conseguir isso, pode ser necessário contar com o apoio e o trabalho de uma pessoa qualificada que agregue valor ao seu site.

Encontrar as pessoas corretas pode ser muito simples! Basta acessar e criar um projeto na Workana para encontrar milhares de freelancers qualificados para as tarefas que você necessita. Por isso, queremos te convidar a experimentar a plataforma clicando aqui.

Subscribe to the Workana newsletter and keep updated