[ANÁLISE] Um grande conselho de Jeff Bezos para escalar uma empresa na América Latina

Com uma fortuna avaliada em mais de 112 bilhões de dólares, Jeff Bezos é o homem mais rico do mundo, segundo a Forbes:

Ele fundou a Amazon em 1994. Começou praticamente do zero, trabalhando na garagem da sua casa. Hoje sua empresa vale mais de 700 milhões de dólares.

Para você ter uma ideia de quão baixo ele começou, este foi o seu primeiro escritório:

Quando vi esta foto, foi difícil de acreditar. Eu pensei que era fake, que tinha sido usada em algum portal de piadas. No entanto, este vídeo da CNBC mostra Jeff Bezos trabalhando neste lugar:

Como ele transformou essa empresa tão modesta em uma das empresas mais importantes da nossa época?

Os fatores são muitos. No entanto, um deles desempenhou um papel decisivo nesse crescimento. E hoje vamos analisar em detalhes qual foi.

O Jeff Bezos disse em uma palestra que deu em 2006. Ele explicou de forma muito clara para que qualquer empreendedor pudesse entender este conselho e colocá-lo em prática rapidamente.

Nós mesmos o usamos na Workana. Este conselhos nos ajudou muito para poder crescer dessa maneira como estamos fazendo há 6 anos.

Conhecer este super conselho do Jeff Bezos e vê-lo sendo executado te ajudará a saber como tornar seu negócio escalável de forma rápida e eficaz na América Latina.

O crescimento da Amazon é assombroso

Esse é o seu principal escritório em Seattle, nos Estados Unidos. Uma grande mudança em relação aos primórdios! O salto que a Amazon deu é enorme. Aqui você pode ver alguns dados atuais para ter uma noção do tamanho real desta companhia:

A visão de negócio afiada do seu fundador transformou a Amazon em uma empresa modelo, que cresceu de forma constante desde a sua criação.

As ideias de negócios e gestão de Jeff Bezos são únicas. Graças a isso, sua empresa se tornou o gigante que é hoje. Algumas de suas excelentes frases nos permitem começar a entender sua maneira de fazer uma empresa crescer:

Você provavelmente conhece algumas dessas frases. No entanto, elas são apenas a ponta do iceberg, porque o melhor conselho de negócios que o Jeff Bezos já deu é praticamente desconhecido e foi revelado a um pequeno grupo de privilegiados há 12 anos atrás.

Poucas pessoas sabem deste grande conselho de Jeff Bezos

O Jeff Bezos falou sobre esse assunto em um pequeno evento em 2006. Não encontramos registros de que ele tenha mencionado isso em outras ocasiões posteriores.

Vamos voltar a esse ano para entender melhor o contexto do que estava acontecendo naquela época. Desde a sua criação, a Amazon só cresceu. A um ritmo acelerado, mas ela ainda não era uma das maiores empresas do mundo.

Em 2006, o prestigiado MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) organizou a conferência sobre tecnologias emergentes e convidou o nosso homem como um dos expositores.

Os participantes? Um pequeno grupo de estudantes de uma das melhores universidades do mundo.

Se você nunca ouviu falar dessa aparição de Jeff Bezos antes, é porque o Google praticamente não mostra resultados sobre o evento quando você pesquisa em português.

No entanto, já faz algum tempo que a Workana encontrou um vídeo, quase que perdido, dessa apresentação.

O vídeo da palestra completa dura mais de uma hora e como você pode ver, no site oficial do MIT, ele teve apenas 344 visualizações:

Alguns momentos da apresentação indicam que a palestra foi muito interessante e especial, provavelmente como nenhuma outra dada pelo fundador da Amazon.

A visão de gestão e negócios que o Jeff Bezos teve (e tem) é impressionante, motivadora e, acima de tudo, muito inovadora.

E o seu “grande conselho para escalar um negócio de forma rápida e eficiente” foi o toque final perfeito para esse evento único no MIT.

O grande conselho de Jeff Bezos para escalar uma empresa na América Latina

E finalmente chegamos lá, no auge da sua palestra. Ele começou a explicá-lo com estas palavras:

O seu gargalo mais importante no desenvolvimento de ideias e produtos ou serviços de sucesso é formado por tarefas que realmente não dependem inteiramente da sua empresa.”

Isso está acontecendo na Amazon.com (e certamente tem sido assim desde que comecei sozinho até hoje que já somos doze mil): e ao menos 70% do seu tempo, energia e dólares são gastos com a “carga pesada”. Em particular, chamo essa carga pesada de: lama.

De acordo com essa ideia, a “lama” são todas aquelas tarefas que alguém (ou uma empresa) executa, mas que, tranquilamente, poderiam ser feitas por outras equipes externas, fora da organização. Isso se traduz como TERCEIRIZAR.

É isso mesmo: Jeff Bezos revelou naquele auditório que, para acelerar o crescimento, é conveniente terceirizar esse 70% de “lama” em vez de dedicar seus próprios recursos.

Terceirizar essas tarefas, apontou o fundador da Amazônia, economiza muito tempo e energia. E você pode dedicar esse tempo e energia às tarefas que são realmente importantes para administrar uma empresa e fazê-la crescer: decisões estratégicas de produtos, vendas, marketing e publicidade, etc.

E qual é a maneira mais acessível para uma empresa terceirizar tarefas para economizar tempo, crescer com rapidez e baixo custo? A resposta é óbvia: contratar freelancers.

Nós mesmos fizemos isso na Workana e está dando certo, então a continuação vamos lhe dizer como isso funciona. Esperamos que conhecer a nossa experiência te ajude a visualizar como aplicar o conselho do Jeff Bezos em sua própria empresa para tornar seu negócio escalável em tempo recorde.

Da teoria à prática: o melhor conselho para desenvolver rapidamente uma empresa em ação

Vamos ver como escalamos a Workana sendo fiel às palavras do Jeff Bezos. E, claro, ser fiel à nossa maneira de entender a evolução do mercado de trabalho e da cultura da nossa empresa.

Começamos em 2012. No início, éramos apenas os 4 sócios fundadores e mais ninguém. Nosso objetivo era se tornar a maior plataforma de contratação de freelancers online na América Latina. Era um grande desafio, mas estávamos dispostos a correr atrás desse sonho.

Estávamos contando com a maré: o nosso core business, o freelancing, estava crescendo e sabíamos que era uma tendência que não ia parar por aí:

Para não acontecer conforme o ditado: “em casa de ferreiro espeto é de pau” desde o primeiro dia contamos com a contratação de freelancers.

Nós fizemos isso para lidar com a “lama”: aquelas tarefas que precisávamos fazer, mas que nos tiravam tempo e energia que seriam melhor usadas em outras atividades.

Por isso, terceirizamos muitas tarefas para freelancers. Por exemplo, tudo que está relacionado ao design gráfico e identidade visual. Por exemplo: o nosso logotipo foi criado por um freelancer da nossa plataforma:

Mas nós não paramos por aí.

Vou dar outro exemplo concreto: como a nossa startup tem base online, sabíamos que o marketing digital seria a chave para atrair usuários para o site (tanto freelancers como clientes que os contratam). Portanto, fazer anúncios no Google Adwords nos ajudaria a alcançar resultados rápidos. Para esta tarefa também contratamos um freelancer.

E os resultados foram fantásticos!

Fizemos campanhas no Adwords para atrair freelancers para se registrarem na plataforma e trabalhar. Eles foram fundamentais para aumentar o número de usuários nos primeiros anos. Lembre-se do salto que demos no gráfico que mostramos no começo do artigo.

Por outro lado, realizamos campanhas para atrair clientes, usuários para criar projetos na Workana e contratar freelancers. O crescimento dos projetos criados superou todas as nossas expectativas desde o início.

Esse crescimento no uso da plataforma levou a um aumento direto em nosso faturamento. Algo que precisávamos para avançar e que a princípio só poderíamos obter graças a terceirização da “lama” e contratar freelancers:

Ainda hoje somos fiéis a esta forma de pensar como levar adiante uma empresa

Continuamos contando com a terceirização de projetos que tomam tempo e sugam energia que seriam melhores aproveitados em outras tarefas. Assim, as equipes podem se concentrar em aspectos da Workana que queremos que eles gerenciem internamente.

No que diz respeito ao marketing online, por exemplo, hoje temos uma equipe composta por 4 pessoas fixas que trabalham em nossos escritórios. Uma delas é um dos primeiros freelancers que trabalhou conosco 🙂

De qualquer forma, continuamos a contar com freelancers externos para fazer publicidade no Facebook, atualizar nossas redes sociais com um community manager part time e escrever posts, por exemplo.

Ter o apoio de freelancers para as tarefas que tomam mais tempo e energia nos permitiu concentrar 100% em outros aspectos cruciais da nossa empresa. Foi assim que conseguimos escalar a Workana de forma rápida, flexível e com um orçamento ajustado às necessidades que tínhamos em cada etapa de nossa história.

Graças a esta forma de levar adiante uma empresa, que compartilhamos com o Jeff Bezos, a Workana continua crescendo e apostando sempre em mais. Temos presença na América Latina e Ásia, são mais de 40 funcionários e recebemos US $ 9 milhões de financiamento dos nossos parceiros SEEK, uma das maiores multinacionais da Austrália.

As maiores empresas do mundo também seguem o conselho de Jeff Bezos

A Universidade de Oxford publicou um estudo intitulado como: How Fortune 500 Firms Are Adopting Online Freelancing Platforms. Nesta pesquisa, eles analisaram por que grandes empresas estão contratando cada vez mais e mais freelancers através de plataformas online (como a Workana).

Parece que está dando muito certo esta estratégia na Amazon, pois eles estão adotando essa prática para obter resultados rápidos com equipes flexíveis que se adaptam ao que eles precisam de acordo com a ocasião. 

Não há dúvida de que Jeff Bezos estava certo. Terceirizar as tarefas para poder dedicar tempo e energia a outros aspectos do nosso negócio é uma maneira inteligente de fazer com que ele cresça rapidamente.

Não se confunda, não só as multinacionais e startups tecnológicas podem usar essa estratégia. Na verdade, as PMEs também podem fazer isso. Como exemplo disso, compartilhamos a opinião de alguns dos usuários proeminentes da Workana que possuem PMEs:

Se você quiser experimentar essa ferramenta para contratar freelancers, nós te convidamos para conhecer a Workana gratuitamente.

Conclusão: por que o conselho de Jeff Bezos é tão bom? Porque funciona!

As multinacionais, PMEs e Startups parecem estar cada vez mais experientes com a ideia de terceirizar contratando freelancers. E se a estão usando é porque o impacto que isso tem gerado em seus negócios é positivo.

Voltando à palestra de Jeff Bezos no MIT, é incrível a visão que ele tinha em 2006 quando mencionou a importância de se apoiar nas equipes externas para escalar uma empresa.

O engraçado é que, se você pesquisar na internet, será muito difícil encontrar outros resultados nos quais o fundador da Amazon tenha falado sobre essa tendência.

Não sei por que ele mantém esse assunto reservado e também não acho que valha a pena gastar muito tempo investigando.

Em vez disso, será muito mais valioso usar esse tempo para analisar quais tarefas você deve terceirizar em sua empresa. Afinal, esta é a melhor solução que você tem ao seu alcance se quiser economizar tempo, energia e aumentar sua empresa em tempo recorde.

Atualmente, o conselho de Jeff Bezos está mais atual do que nunca, porque funciona e porque conseguir freelancers está cada vez mais fácil. Tente você também clicando aqui.

Na Workana estamos felizes por ajudá-lo a colocar em prática o grande conselho do Jeff Bezos. Nós sabemos que, graças aos nossos freelancers, você será capaz de se livrar da “lama” e fazer o seu negócio crescer mais rapidamente e com menos dores de cabeça.

Nos encontramos novamente em breve,

Abraços

Luis

Subscribe to the Workana newsletter and keep updated