3 dicas para economizar no seu negócio

3 dicas para economizar no seu negócio

Como faço para economizar dinheiro, ter uma margem para investimento e não fracassar com meu negócio? Hoje, vou te explicar tudo o que você precisa para avançar rápido e fazer a sua startup crescer em tempo recorde.

É sempre assim: quando você está começando um negócio, tem apenas a quantidade exata e precisa aproveitá-la ao máximo para sobreviver aos primeiros meses. Se tudo for dando certo, pouco a pouco as coisas irão melhorar e sua empresa também começará a crescer. Esta curva pode ser mais ou menos acentuada, mas se você fizer as coisas certas, os resultados são sempre positivos.

Nos primeiros meses de um negócio (e eu diria que “durante toda sua vida”) é crucial administrar bem o dinheiro, economizar tudo o que puder, sem deixar de lado o bom serviço e manter seus funcionários sempre felizes (caso você tenha funcionários).

Uma das partes mais importantes da administração do seu capital é saber como controlar os gastos. Nas primeiras etapas de um novo negócio, nunca temos certeza sobre a renda e o quanto vamos faturar, mas sim de quanto gastaremos.

Este não é o assunto muito divertido para conversar, pois quando você começa a empreender está pensando em fazer muitas outras coisas. No entanto, é um dos temas mais importantes no gerenciamento do seu negócio e conhecer bem estas 3 dicas para economizar dinheiro irá ajudá-lo a gerar lucro desde os primeiros passos e multiplicar suas possibilidades de sucesso.

Graças a essas dicas, a Workana deixou de ser um negócio de 4 pessoas para se tornar a líder no continente em seu ramo, com mais de 30 funcionários e recebendo financiamento internacional… Mas nada disso teria sido possível se não gerenciássemos bem as nossas finanças desde o início das nossas operações.

Minhas 3 dicas para economizar dinheiro em um negócio

1 – Evite os custos fixos

Em qualquer empresa, as coisas mudam muito e tudo muito rápido. Um novo canal que prometia continuar crescendo de repente pára e uma área que estava estagnada de uma hora para outra explode.

Quanto mais flexível você for, melhor lidará com essas mudanças. Contratar pessoas em tempo integral e fazer contratos a longo prazo (que são difíceis de sair) são os tipos mais suscetíveis para acontecer isso.

Nos primeiros meses da Workana, a empresa AWS nos ofereceu um desconto de 20% para manter os mesmos servidores durante 1 ano. Quando vimos que o volume estava crescendo, nós aceitamos o acordo. No entanto, alguns meses depois, o Lucho começou a trabalhar conosco e logo encontrou uma maneira de otimizar drasticamente o carregamento do site.

Resultado: agora precisaríamos apenas da metade dos servidores que tínhamos, mas pelo acordo que havíamos assinado tivemos que deixar do jeito que estava. Esses 20% de desconto acabou custando caríssimo para nós.

No que diz respeito à contratação, e esta é uma das questões que traz muitos problemas no começo de uma startup devido à alta carga tributária que deve ser paga, meu conselho pessoal é terceirizar tudo o que puder. A melhor maneira de fazer isso é contratar especialistas freelance nas áreas que você precisa. Especialmente em TI, Design Gráfico ou Redes Sociais que são áreas que provavelmente precisarão de um profissional para executar tarefas pontuais. Saiba mais sobre como contratar um freelancer na Workana clicando aqui.

2 – Controle de perto os gastos

Vejo que, em geral, muitas pessoas adiam esta parte, porque acham que é muito chata. Mas ter todos os gastos da sua empresa centralizados em um só lugar, separados em categorias, é o grande segredo.

Não precisa ser um formato complexo, algo simples como o Excel ou o Google Doc está perfeito, e que toda sua equipe consiga entender.

E todos os meses, quando você for atualizar sua planilha de gastos, reserve um tempo para revisar quais despesas aumentaram, quanto você gasta em porcentagem por categoria, etc. E pelo menos a cada 3 meses, faça uma reunião com o objetivo de ver o que pode ser cortado.

Um sócio meu dizia: “os gastos são como as unhas, você tem que cortá-las todos os meses”. Todos os meses talvez seja muito, mas a ideia é por aí.

Vou te contar um exemplo pessoal: fazendo isso na Workana, percebemos que a conta do Desk, o sistema que costumávamos usar para responder às perguntas no Serviço de Atendimento ao Cliente, tinha crescido bastante. Ao revisar os gastos, descobrimos que ainda tínhamos algumas contas de pessoas que haviam ido embora, mas que ainda estavam ativas no sistema e que nós esquecemos de descadastrar. Logo após perceber isso, fomos capazes de reduzir consideravelmente os gastos e reaproveitar esse dinheiro em outras áreas do negócio que precisavam de um empurrãozinho extra.

3 – Use muito bem o seu tempo

Em todos os negócios, o fator mais escasso sempre será o tempo. O seu tempo e o da sua equipe é o recurso mais valioso que você tem. O correto é estar sempre procurando que ele seja usado da maneira mais eficiente possível.

Muitas vezes, se discute durante horas se devemos investir ou não R$ 2.500 em Adwords, enquanto, por outro lado, há 2 pessoas na empresa que perderam 2 dias inteiros fazendo um processo manual que não faz sentido nenhum e que poderiam estar fazendo outras tarefas muito mais importantes para o seu negócio.

Meu conselho para resolver isso é considerar que hoje é muito fácil automatizar tarefas de rotina, assim como contratar pessoas por horas para que te ajudem a solucionar os problemas pontuais. A seguir, darei vários exemplos para que você entenda bem o meu ponto de vista:

 

Exemplo 1.

Assim que começamos, nas datas de pagamento para os freelancers da Workana (no início e meio do mês), só precisávamos fazer alguns poucos pagamentos. Era relativamente fácil, fazíamos um por um e o processo era completamente manual.

Hoje a Workana cresceu muito e, todos os meses, pagamos milhares de freelancers contudo, até recentemente, o processo ainda era muito manual. No início, duas pessoas, a Nati e depois o Lucas, sofreram bastante… perdendo dias inteiros em todos os meses. E para piorar, ao demorar tanto, às vezes atrasávamos os pagamentos.

Hoje parte do processo é automatizado e as coisas estão muito mais rápidas.

Exemplo 2.

Em geral, as reuniões te fazem perder muito tempo. Isso é um assunto que daria para fazer outro post inteiro, mas resumindo: tente fazer menos reuniões e que sejam mais curtas. Aborde os temas em pauta sem dar muitas voltas e, depois disso, cada um deve continuar com suas tarefas, tendo aproveitado ao máximo o tempo juntos, é claro.

Exemplo 3.

Hoje, é muito fácil conseguir ajuda durante algumas horas para tarefas pontuais. Eu mesmo uso muito este recurso para uma infinidade de coisas como, por exemplo, ao planejar uma viagem com minha família, procurar receitas para cozinhar em casa, ou mesmo para fazer uma análise das startups da América Latina.

Como eu disse anteriormente, para as tarefas que não precisam ter um contrato fixo, peça ajuda para um freelancer que consiga resolver tudo o que você precisa com um preço pré-estabelecido. Na Workana, você encontra freelancers de diferentes áreas. Ou, se preferir, para tornar o processo ainda mais rápido é só publicar um projeto explicando o que você precisa e o orçamento que possui, e rapidamente os freelancers entrarão em contato com você.

Você pode começar a usar a Workana com um clique aqui, é totalmente grátis. Veja a seguir um exemplo de como um projeto pode ser criado, para que se familiarize com a mecânica da plataforma:

economizar

Estas são algumas das maneiras que encontramos nestes primeiros anos de Workana para economizar dinheiro e fazer a nossa empresa crescer. Se você usar essas dicas, poderá evitar erros e avançar mais rápido com seu negócio.

Tem outras sugestões e dicas que funcionaram com você? Sou quase um fanático por economizar dinheiro e aumentar a eficiência dos negócios ao longo do tempo, então eu adoraria ouvir outras ideias.

Tomás, Co-Founder da Workana

@TomasOFarrell

Obs: Para começar a empreender: crie um projeto na Workana e contrate freelancers para ajudá-lo. Clique aqui para saber mais.