E-mail Marketing: Por que, para que e como.

E-mail Marketing: Por que, para que e como.

Alguém se lembra como era a vida sem o e-mail? Quantas vezes você revisa o seu e-mail por dia? Vê os seus e-mails no celular, no computador, no tablet?

O correio eletrônico se tornou um dos meios de comunicação mais importantes do mundo, e já está passando de ser meramente comunicacional para ser uma ferramenta transacional e operativa. Por tudo isso, e-mail marketing.

Primeiro, o que é o e-mail marketing?

E-mail marketing é todo envio que você faz a uma base de dados (opt-in) para promover um produto ou serviço.

Opt-in, isto é muito importante, quer dizer que as pessoas que fazem parte desta base de dados na qual o envio é feito aceitaram expressamente ser parte dela, seja porque se inscreveram a um produto ou serviço e aceitaram os seus termos e condições, ou porque se inscreveram especificamente na lista de alguma marca ou site para receber as suas newsletters.

Por exemplo, na Workana nós temos mais de 280.000 usuários que se registraram ao serviço e aceitaram os termos para receber as nossas comunicações, por isso essa é a base de dados opt-in com a qual fazemos a nossa estratégia de e-mail marketing para comunicar e promover as novidades.

Mail Workana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Também é muito importante que os usuários possam optar também por não receber os e-mails de promoções. Para modificar a configuração dos e-mails que receberá da Workana, clique aqui.

Se você não cumpre as duas condições de ser opt-in e não permite o cancelamento da inscrição, está fazendo SPAM.

Uma prática habitual é contratar o serviço de e-mail marketing oferecido por outros produtos e serviços. Eles têm as suas próprias bases de dados opt-in e permitem que, em troca de uma tarifa, seja enviada uma comunicação da sua marca via e-mail. É preciso esclarecer que eles se encarregam do envio através da sua plataforma e quem contrata nunca acessa a base de dados, pois estes dados não devem ser vendidos. Isso seria SPAM. Suponhamos, por exemplo, que eu tenha um site que se chama FreelancerSuperHiperMegaGenial.com, onde tenho milhares de usuários que se inscreveram, e de repente chega uma marca de computadores que quer promover um lançamento e entra em contato comigo para fazer o envio; eu aceito e sai um e-mail do FreelancerSuperHiperMegaGenial.com para os seus usuários, mas no conteúdo, na peça, eu promovo a marca de computadores. Isso também é e-mail marketing.

Segundo, o que não é e-mail marketing?

Enviar e-mails para uma base de dados comprada na Internet ou na rua. Isso é SPAM!

Os envios transacionais ou operacionais de um produto ou serviço, como por exemplo, receber a fatura ou comprovante de pagamento através de um e-mail, recuperar uma senha, notificações de alguma manutenção ou novidade substancial sobre o funcionamento de tal produto, lembretes de pagamento, novidades sobre a sua conta, entre outros, NÃO são e-mail marketing, mas sim parte das condições do serviço ao qual em algum momento você se registrou e cujo provedor define como transacionais/operativas do seu produto ou serviço, e por ser assim não são opcionais, são necessárias para poder acessar o mesmo.

Terceiro, por que e-mail marketing?

É uma ferramenta poderosa para continuar mantendo a comunicação com aqueles que têm ou tiveram interesse em seus serviços.

Além disso, quanto melhor for a segmentação e o cuidado da sua base de dados, melhores serão os resultados.

Ok, e então, como fazer e-mail marketing?

A seguir, listei uma série de temas a levar em conta para realmente fazer uma boa estratégia e a aplicação correta da mesma:

  • Definir muito bem os termos e condições para quem se inscreve.
  • Determinar a estrutura da base de dados (quais dados captar, como fazê-lo e onde).
  • Se você não tem este tema claro, pode contratar profissionais de bases de dados. Veja o ranking aqui.
  • Armar uma estratégia sobre o manejo da base: quais serão os e-mails transacionais e quais serão de e-mail marketing. Você pode contratar os melhores profissionais de marketing digital para isto, aqui.
  • Escolher uma ferramenta adequada para envios: Mailchimp, Sendgrid, iContact, Constant Contact, Customer.io, são algumas delas; algumas se focam em e-mails transacionais, outras em e-mail marketing e algumas em ambas.
  • Criar um dashboard no qual você possa ter um cronograma dos envios e seus resultados, vendo a evolução e os resultados das provas, sempre buscando otimizá-los.
  • Revisar muito bem o funil. Quando envio um e-mail devo ter um objetivo de visita, este objetivo cujos passos estão determinados por uma visualização à uma landing page e depois uma ação (registro, download, visualização de vídeo, etc), deve estar medido e mensurado com ferramentas como o Google Analytics e a sua base de dados para conhecer os resultados das suas ações. Se você precisa de experts em analytics, poderá encontrá-los neste link.
  • Contratar um designer de e-mails experiente que faça designs responsivos (ou seja, se você está conectado através de um dispositivo móvel, computador ou tablet, o design está pensado para cada um). Nesta lista você pode ver os mais bem rankeados.
  •  Traduzir aos idiomas da sua base e fazer envios localizados. Nesta lista você encontra os melhores tradutores freelance.
  • Fazer AB Testings, comparando assuntos diferentes, peças diferentes, horários de envio, até ir encontrando o tom, a forma, a periodicidade e o momento mais adequado para os envios.
  • Não acreditar em fórmulas mágicas. A otimização é constante, assim como os usuários evoluem continuamente e as ferramentas também, os responsáveis pelas ações de e-mail marketing devem fazer parte da evolução.

Te convidamos a fazer um bom uso do e-mail marketing, e você poderá ver resultados imediatos.

Publique o seu projeto de e-mail marketing, receba as propostas dos melhores freelancers e comece a ver resultados em seu negócio graças ao e-mail marketing!

 

Sobre o autor:

Carlos Carrascal

Diretor de Comunidade na Workana. Com mais de 10 anos de experiência em marketing digital para agências e startups da América Latina.

Entre outros projetos, foi Diretor de Marketing da Nearpod.com, o app número 1 de educação nos Estados Unidos, Diretor de projeto digital de Quino e Mafalda, responsável de marketing para os lançamentos digitais da La Cosa Cine, Avantrip, Cupónica, entre outros. Também desenvolveu soluções de e-mail marketing da Harren Media – Harrein inBox e do Grupo Pexo, Rede de E-mails.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *