Empreendedores: como começar na Workana

Empreendedores: como começar na Workana

2016 começa com um cenário de oportunidades para os empreendedores da região que aproveitarem a internet e as tecnologias para a otimização de recursos com produtos inovadores e estruturas dinâmicas.

A internet gerou grandes mudanças em nossa sociedade, comportamentos, hábitos e relacionamentos; mudou a indústria musical, o entretenimento (até alguns anos existia a Blockbuster, por exemplo, e agora usamos Netflix ou Popcorn Time), a televisão e o consumo de produtos audiovisuais, e está mudando a educação e o trabalho.

Quando falamos de trabalho, há 4 grandes mudanças:

  1. Geração de fontes de trabalho: graças à internet, surgiram e continuam surgindo uma infinidade de profissionais (programadores, community manager, blogger,etc), e de indústrias (e-commerce, Market places, serviços e produtos de marketing digital, Airbnb, Uber, etc).
  2. Como trabalhamos: o trabalho remoto se tornou realidade graças à conectividade, os dispositivos e a aparição de ferramentas tecnológicas (de comunicação, de produtividade, de trabalho colaborativo e técnicas) para facilitar o trabalho a distância individual e em grupo.
  3. Como contratamos ou como conseguimos trabalho: a aparição de plataformas freelancing, como a Workana :D, permite contratar profissionais independentes para trabalhar em projetos, baseando-se na experiência e na reputação deles. Isto permite também ao freelancer ganhar qualidade de vida ao controlar os seus horários e o seu foco.
  4. Empreender é mais fácil: se combinamos todas as anteriores, se reduzem as barreiras de entrada, já que os custos fixos para empreender são muito menores utilizando ferramentas tecnológicas para aumentar a produtividade e a competitividade. Contratando freelancers, os empreendedores podem contratar profissionais talentosos que seriam inacessíveis por seu custo em uma etapa tão nova em uma startup. Isto, combinado às oportunidades que o marketing digital oferece e também as redes sociais para conseguir exposição local ou global a preços incomparáveis com os quase inacessíveis meios tradicionais e massivos.

Então, como um empreendedor pode começar a usar a Workana?

Basicamente, há duas formas:

  • Você pode criar um projeto contando algo que precisa. Te dou alguns exemplos: um site, uma campanha de adwords para promover um produto, uma tradução para espanhol, um vídeo, um plano de negócio, ou até um freelancer para atenção ao cliente, etc. Em pouco tempo você vai receber as propostas de profissionais freelance de toda a América Latina e também da Espanha. Então, você analisa o perfil dos profissionais (a plataforma te mostra o seu histórico, qualificações, etc), pode trocar mensagens ou conversar via chat com os candidatos, e finalmente escolhe a melhor proposta. Ai, o profissional começa a trabalhar sob as condições definidas e pronto, o seu projeto será entregue. Uma vez que receber o trabalho, você deverá liberar o pagamento ao profissional e qualificar o seu trabalho.
  • Você pode buscar profissionais por uma categoria que precisa ou por habilidades específicas. Na Workana, os profissionais são categorizados por sua atividade (design, marketing, TI e Programação, por exemplo), e adicionam suas habilidades (PHP, tradução ao Mandarin, Google Analytics, por exemplo). Depois, você analisa os perfis e um profissional te interessar, poderá convidá-lo para participar de um projeto que você já tenha publicado na Workana ou poderá criar um projeto para este profissional.

No ano passado, mais de 100.000 projetos foram publicados por empreendedores na Workana, a primeira e maior plataforma de freelancing da América Latina, com mais de 290.000 profissionais freelance prontos para trabalhar no desenvolvimento do seu negócio.

Aqui, deixo alguns links interessantes:

Esperamos que este artigo seja de grande ajuda e que você se anime a empreender e avançar com os seus projetos!

Publique o seu projeto aqui.

Carlos Carrascal,

Diretor de Comunidade na Workana

@elbrandmaker

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *