Guia para criar Landing Pages + A/B testing eficientes

Guia para criar Landing Pages + A/B testing eficientes

A landing page é uma das partes mais importantes de qualquer processo de aquisição online de uma empresa. É a primeira interação que o usuário tem com nossa marca em seu próprio ambiente (ao contrário de um anúncio no Facebook, por exemplo) e é onde devemos convencê-lo a seguir adiante para deixar seus dados, adicionar um produto no carrinho de compras , avançar para o próximo passo…

Na Workana, as nossas landing pages são o lugar onde é possível:

  • aprender um pouco mais sobre o funcionamento da plataforma
  • receber informações sobre o tipo de profissionais disponíveis
  • ver como a plataforma têm ajudado a outros empreendedores

E a partir daí, avançar para o próximo passo, que é a tela para criar um projeto.

Tal como acontece com tantos outros pontos de interação direta com o público, é muito importante fazer vários testes prévios nas landing pages para encontrar as combinações que funcionam melhor.

Um ejemplo real

Quando alguém procura no Google “programador wordpress”, aparece um anúncio nosso que é uma landing page que estamos usando muito atualmente:

landing pages

Essa é a evolução da landing page que tínhamos a alguns anos atrás.

Qual foi a maior mudança?

  1. A imagem de fundo relacionada ao tema.
  2. Texto mais específico, que agora diz “Programador WordPress” em vez do termo genérico “Programador Web”
  3. Quatro botões em vez de um.
  4. Botões com texto relevante para o setor (em vez de “É fácil! Começar”)
  5. Não há motor de busca. Isso distraia muito!
  6. Subtítulo que diz: “Receba propostas em poucos minutos”

Todos esses elementos tornaram a nova landing page muito mais efetiva, conseguindo fazer com que as pessoas avanssassem para o próximo passo. E só chegamos a esta versão graças aos inúmeros testes que fizemos, sempre iterando a partir das versões vencedoras.

Encontre os melhores profissionais freelance de Programação para criar uma landing page para o seu negócio e atingir seus clientes potenciais de forma mais rápida. Clique aqui para começar agora mesmo!

Resumindo:

a) Pegamos uma landing page já existente.

b) Fizemos uma cópia e mudamos algumas coisas. Por exemplo, o texto.

c) Nós enviamos a mesma quantidade de visitas para cada uma delas e vimos qual gerou mais conversões.

d) Após definir, o vencedor retornamos ao passo a).

O resultado pode ser muito positivo: uma alteração no texto dos botões, por exemplo, pode significar o dobro de pessoas avançando para a próxima etapa no processo. Isso significa que com o mesmo investimento em publicidade, conseguiríamos o dobro dos resultados.

Existem inúmeras ferramentas para fazer esses testes de forma correta. Geralmente, as mesmas ferramentas para criação de landing pages (por exemplo, Instapage) oferecem o A/B testing. E, também é possível fazer isso com as ferramentas do Google Analytics (a função de Experiments) ou o Amplitude. Graças a essas ferramentas, é possível dividir o tráfego em partes iguais e medir corretamente os resultados.

Tome cuidado com as amostras muito pequenas!

Vamos imaginar um A/B test de uma determinada landing page e, depois de alguns dias, temos os resultados:

Landing A

Visitas: 67

Conversões: 5

Taxa de conversão: 7.46%

Landing B

Visitas: 71

Conversões: 6

Taxa de conversão: 8.45%

Se confiarmos na taxa de conversão, a versão B é claramente a vencedora. No entanto, esta conclusão não seria inteiramente correta, porque é um valor muito baixo. Basta que a versão A tenha uma conversão a mais e sua taxa se tornaria maior (8,95%) que B. Quando o resultado pode ser revertido com a ação de apenas uma pessoa, não é estatisticamente apropriado considerar o resultado como conclusivo. Neste caso, devemos esperar um pouco mais de tempo, para que mais dados sejam acumulados ou fazer o mesmo teste em uma campanha com mais tráfego.

Geralmente, trabalharíamos com números deste tipo:

Landing A

Visitas: 4789

Conversões: 291

Taxa de conversão: 6.07%

Landing B

Visitas: 5007

Conversões: 377

Taxa de conversão: 7.52%

Aqui é totalmente válido afirmar que a versão B é a vencedora. Mesmo que tivéssemos 20 conversões pequenas, ainda assim seria uma taxa de conversão superior a A.

Tráfego homogêneo

É essencial que esses testes sejam feitos com o mesmo público. Se tivermos uma landing page para as pessoas que procuram “pedir pizza em casa” e outra para aquelas que procuram “seguro de vida”, sem dúvida, as taxas de conversão serão diferentes entre si e seria um erro assumir que uma é melhor do que a outra. Para fazer um teste A/B corretamente, teríamos que ter duas landing pages recebendo tráfego das pessoas que procuram “pedir pizza em casa”, para realmente ver como os elementos de Design e texto influenciam quando são expostos a um elemento constante. Sempre ao mesmo público!

Testes, testes e mais testes

Nunca pare de testar suas landing pages. Aquela que nós usamos atualmente para “programador wordpress” (como mostrei acima) não será a mesma daqui três meses. Já estamos testando diversas variantes, para diferentes áreas e para continuar melhorando as nossas taxas de conversão.

Estar sempre fazendo testes e iterando com a landing page para garantir um bom funcionamento é otimizar o seu orçamento para publicidade e também se manter atualizado com as principais tendências. A primeira versão da nossa landing page não tinha uma boa visualização nos dispositivos móveis. Hoje, seria impraticável ter uma landing page que não seja responsiva, porque o tráfego de aparelhos celulares cresceu enormemente.

 

Não espere mais! Existem milhares de profissionais na Workana que podem ajudá-lo a desenvolver todos os seus projetos. Clique aqui para começar!