Kamilla Franco: Como a maternidade fez eu me tornar freelancer

Kamilla Franco: Como a maternidade fez eu me tornar freelancer

Uma pergunta que sempre ouço é “como me tornei freelancer”. Bem, gosto de dizer que eu não escolhi essa carreira, ela quem me escolheu! =)

Eu sempre tive uma escolha muito bem definida: quando eu me tornasse mãe, eu não trabalharia fora mais. Pelo menos, até que meus filhos fossem grandes e “independentes”. E foi essa decisão que fez eu me tornar uma profissional freelancer.

Então, quando me tornei mãe eu saí da empresa em que trabalhava. Conversando com alguns amigos e familiares sobre trabalhar em casa, meu irmão me falou sobre a Workana. Me explicou como funcionava o trabalho freelance e eu resolvi pesquisar sobre o assunto. Foi então que percebi que eu poderia encontrar uma forma de trabalhar através da minha casa e ainda cuidar dos meus filhos, como eu sempre sonhei! E foi assim que me tornei uma profissional freelancer há mais de 1 ano.

No início não foi fácil, mas valeu a pena…

Confesso que no começo não foi nada fácil. Ao contrário do que muitos pensam, a vida de freelancer não é simples! Quando eu comecei, eu nunca tinha feito nenhum trabalho desta forma, era algo totalmente novo e eu estava começando e descobrindo tudo ao mesmo tempo. Quando me cadastrei na Workana, coloquei minhas experiências profissionais, mas nenhuma delas era sobre trabalho remoto. Eu nunca tinha trabalhado dessa forma e precisava, de alguma forma, conquistar a confiança dos clientes que eu poderia fazer o trabalho que eles precisavam e que eles poderiam confiar em mim.

Então comecei a mandar várias propostas em projetos de clientes. Era muito frustrante receber notificações do tipo “sua proposta não foi aceita”. Na maioria das vezes, os clientes nem respondiam às minhas perguntas… Eles me ignoravam mesmo! Várias e várias vezes eu pensei em desistir, que isso não daria certo, que eu tinha que buscar alguma coisa e tudo mais. Eu sabia que eu era capaz de fazer e eu sabia que faria com qualidade, mas não me davam uma chance…

Então, em Novembro de 2014, uma executiva da Workana – a Sivu – entrou em contato comigo, pois um cliente tinha gostado da minha proposta e queria uma “entrevista” comigo.

Ela fez várias perguntas sobre o trabalho que eu desenvolveria e a experiência que eu tinha neste tipo de trabalho, que aliás era vasta! Então, disse que ia me indicar para o cliente, pois tinha gostado do meu perfil…

Em Janeiro comecei um projeto com ele por hora e na mesma semana comecei um outro projeto por hora com outra cliente. Resultado: eu estava trabalhando! Na minha casa, no meu espaço, com meus filhos… Tudo estava perfeito! Eu tinha conseguido algo que estava lutando para conseguir há 1 ano: trabalhar via homeoffice. E isso foi só o começo!

Com os projetos em execução e os elogios dos clientes, começaram a surgir cada vez mais trabalhos, mais convites… Cheguei ao ponto de ter que dispensar alguns trabalhos… Em Abril, vi um projeto que me chamou muito a atenção: a Workana estava procurando uma pessoa para trabalhar no atendimento ao usuário (suporte). Enviei uma proposta, cruzei os dedos e para minha alegria poucos dias depois veio a resposta: fizeram uma entrevista comigo e me escolheram entre as centenas de profissionais interessados! Pronto! Minha carreira freelancer estava estabelecida, definitivamente!

Tive que intercalar meus trabalhos freelancer com minha rotina de mãe. O meu dia é bastante corrido! Perdi as contas de quantas vezes trabalhei com criança no colo, de quantas vezes dei um desenho e lápis para sentar ao meu lado na mesa e assim me deixar trabalhar mais um pouquinho…

Mas isso foi o que escolhi para mim: SER MÃE e SER FREELANCER. Não me arrependo nem por 1 segundo destas escolhas.

Esses desafios diários só me ensinaram cada dia mais! Me ensinaram a saber me organizar, a saber me planejar, a ter jogo de cintura, ter disciplina e saber desenvolver bem meus papéis, pois quando eu perdia 10 minutos do trabalho sendo mãe, aqueles próximos 10 minutos tinham que valer por 20! E quando eu perdia 10 minutos da maternidade trabalhando, aqueles próximos 10 minutos tinham que valer por 30!!

Kamilla Franco  faz parte da equipe de Suporte da Workana

Para demostrar as suas habilidades como Freelancer, não perca a oportunidade de se candidatar aos seguintes projetos publicados na Workana!

Você precisa de uma campanha para impulsionar o seu negócio? Crie um projeto contando as suas necessidades.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *