O que é o feedback evolutivo e como utilizá-lo para obter o melhor de um freelancer

Dar um feedback negativo a um freelancer pode ser complicado porque, às vezes, não encontramos a fórmula adequada para transmitir exatamente o que queremos corrigir.

Porém, na Workana, sabemos quão importante é oferecer retroalimentação pontual para que os resultados de um trabalhador remoto melhorem de maneira constante. Por isso, hoje compartilhamos com você uma técnica excelente: o feedback evolutivo.

O que é o feedback evolutivo?

O feedback evolutivo é uma estratégia muito simples e assertiva que permite ajudar o freelancer a melhorar seu trabalho, sem que nenhum elemento negativo ou desnecessário contamine a retroalimentação e faça-o perder motivação, confiança ou foco.

A coluna vertebral desse tipo de feedback está em focar 100% e de maneira positiva no que deveria estar acontecendo e em como alcançar esse resultado. E não no que está ocorrendo agora ou no que já ficou para atrás.

Por sua especificidade e seu direcionamento, esta é uma grande ferramenta para gerenciar equipes de trabalho remoto bem sucedidas e com alto desempenho. Antes de nos aprofundar nesse tema, vamos revisar os 4 erros mais comuns que você deve evitar para poder começar a oferecer um bom feedback evolutivo.

4 erros comuns que te impedem de dar um bom feedback evolutivo

Às vezes, na hora de dar um feedback a um freelancer, assumimos ou damos por subentendidos vários fatores que, na verdade, não ficaram claros para o trabalhador. E ao fazer isso, damos lugar a uma série de mal-entendidos… Por isso, quando chegar o momento de oferecer uma retroalimentação aos seus colaboradores, lembre-se de não cometer as seguintes omissões:

Erro #1: Assumir que o freelancer já sabe o que está fazendo corretamente

Geralmente, quando uma pessoa recebe um feedback negativo sobre algum aspecto do seu trabalho que não está fazendo adequadamente, mas não ganha um feedback positivo sobre os pontos que estão sendo bem feitos, simplesmente assumirá que tudo está ruim ou mal feito. Então, terminará modificando algumas coisas que já eram satisfatórias e não precisavam de qualquer alteração.

Exemplo: Você precisava mudar a tipografia dos títulos, mas o profissional acabou trocando a tipografia do site inteiro…

Erro #2: Presumir que o freelancer já sabe como você quer solucionar um erro

Quando você diz a um funcionário que alguma coisa não está boa ou pode melhorar, mas não explica exatamente quais resultados espera, é possível que o profissional tente solucionar o problema do seu jeito. E muitas vezes, essa solução não será a que você esperava ou precisava…

Exemplo: Você tinha comentado que as janelas emergentes eram muito invasivas. Mas agora são discretas demais!

Erro #3: Assumir que o freelancer compreende as consequências do erro

Quando você diz a um freelancer que alguma coisa não funciona, mas não especifica por que ela não funciona, o profissional pode assumir que essa é sua opinião e começar a mostrar algumas resistências.

Exemplo: Você comenta que os parágrafos são muito longos, mas o profissional realiza as mudanças com má vontade. Isso acontece porque o profissional não compreendeu que isso afeta o nível de atenção e a leitura dos visitantes do seu blog.

Erro #4: Presumir que o freelancer tem as ferramentas necessárias para solucionar o erro

Finalmente, quando pedimos que um freelancer faça correções ou mudanças, não devemos presumir que ele conta com a informação necessária para efetuá-las. Esse erro acontece com muita frequência quando estamos trabalhando com informações ou processos internos com os quais o colaborador remoto não está familiarizado.

Exemplo: Você mencionou que uma seção do site não reflete fielmente o tom da sua marca…. Mas esqueceu de mandar o manual de branding ao freelancer antes de pedir uma criação ou alteração!

Quando você deixa de assumir e passa a garantir que efetivamente o freelancer compreende a totalidade do problema e conta com as ferramentas necessárias para solucioná-lo, já está preparado para começar a dar um feedback evolutivo.

Quatro passos para dar um bom feedback evolutivo

O grande “segredo” para dar um bom feedback evolutivo é focar no que deveria estar acontecendo, ao invés de se concentrar no que já passou e ficou para atrás. De acordo com a Academia do feedback (sim, isso existe!), para conseguir um ótimo feedback, é preciso estruturar a retroalimentação em torno de dois eixos: a atenção e a inovação.

  • Atenção: refere-se às condutas ou características que já existem, mas que precisam ser maximizadas ou atenuadas.
  • Inovação: refere-se às condutas ou características que devem ser eliminadas por completo ou introduzidas a partir do zero.

Portanto, para que seu feedback esteja orientado à evolução dos aspectos que devem ser mantidos, atenuados, integrados ou eliminados, você precisa seguir os seguintes passos:

  1. Mencionar quais características positivas estão presentes e precisam ser mantidas ou melhoradas.
  2. Detalhar os aspectos que devem ser atenuados.
  3. Mencionar as características que precisam ser introduzidas.
  4. Explicar que aspectos devem ser eliminados.

Como você pode observar, o feedback evolutivo também deve ter o cuidado de começar com os aspectos positivos para, desta forma, neutralizar a sensação de ameaça que provoca a retroalimentação. No infográfico abaixo, encontramos um ótimo exemplo, confira:

 

 

Na Workana, gostamos de deixar à sua disposição todas as ferramentas necessárias para armar uma equipe de trabalho remoto bem sucedida. Por isso, não compartilhamos apenas as melhores dicas para dar um bom feedback, mas também melhoramos e otimizamos a cada dia nossa plataforma onde você pode encontrar freelancers especializados para alavancar seu negócio mais rapidamente, de maneira versátil e econômica.

Nosso compromisso é com você e com a qualidade do trabalho remoto. Crie hoje mesmo seu projeto na plataforma e deixe que um dos nossos milhares de freelancers facilite sua vida e te ajude a transformar suas ideias em realidade.

Escritora, redatora e estusiasta do Marketing Digital. Adoro viajar, sou promotora do estilo de vida freela, e sempre que posso ajudo as pessoas a buscarem uma melhor qualidade de vida por meio do trabalho freelance.

Suscríbete al newsletter de Workana y mantente actualizado