Leve sua PME ao mesmo nível das melhores empresas do Vale do Silício

Leve sua PME ao mesmo nível das melhores empresas do Vale do Silício
Parece que todos os dias escutamos uma nova história sobre empresas nascidas no Vale do Silício que estão revolucionando e conquistando o mundo. O Facebook, Google, Uber, Airbnb e muitas outras que estão constantemente nas capas de revistas, rádio, TV e em todos os lugares. Daí fica a dúvida: “Como eu poderia aprender com estas empresas e fazer as mesmas coisas em meu negócio aqui no Brasil?” Aqui te contaremos como, resumindo tudo em 3 pontos-chave (e 1 item a ser evitado).

 

1. Flexibilidade em primeiro lugar.

As empresas tecnológicas do Vale do Silício se tornaram especialistas no processo de experimentar, aprender e iterar. Elas não pretendem ter todas as respostas, mas se esforçam para tentar descobrir várias delas rapidamente e a um custo muito baixo. Veja alguns exemplos:

Vale do Silício

Por que?

  • Entrar em contato com as empresas, te dará uma ideia da recepção que o seu produto pode ter no mercado, principais objeções, etc. Faça isso mesmo se ainda não tiver uma solução totalmente definida.

Se você precisa de ajuda no atendimento ao cliente, você pode contratar freelancers de suporte ou um assistente virtual!

  •  Hoje é muito fácil criar uma página que mostra o produto, os benefícios que ele tem e pedir um e-mail para saber mais. Dependendo da resposta que receber, essa landing page poderá dizer se vale a pena ou não produzir este produto.

Você pode criar uma landing page para promover o seu produto com a ajuda de um designer freelance. Comece agora o seu projeto! 🙂

2. A distribuição e comunicação é tudo.

Estas empresas entenderam que nem sempre aquele que tem o melhor produto ou inclusive a melhor tecnologia, é quem acabará sendo o líder do mercado. Para isso, é necessário uma excelente distribuição e comunicação. Por exemplo, as duas áreas que o Steve Jobs mais se envolvia na Apple, eram: Design de Novos Produtos e Campanhas Publicitárias (aprovando pessoalmente cada um dos anúncios). Como posso aplicar isso na minha empresa?

 

 

  • Presença online. Já conversamos várias vezes sobre a importância deste assunto. Tanto o site como toda a sua estratégia de comunicação online devem ser o elemento central da sua empresa. Ainda hoje, para muitas pessoas isso pode ser intimidante, mas felizmente tem muitos freelancers bem qualificados na Workana que estão dispostos a te ajudar.
  • Medir e otimizar tudo. Para conseguir que sua distribuição e comunicação estejam no mesmo nível das gigantes, você precisa entender como cada atividade realizada está se desempenhando. Isto antes era uma missão impossível. No entanto, felizmente hoje, as ferramentas de medição, análise e business intelligence são muito completas e baratas. Por exemplo, temos o Google Analytics que é grátis e várias outras opções que você pode ter ao pagar um fee super baixo por mês.

Na Workana temos freelancers especialistas em Analytics que podem te ajudar a medir e otimizar os resultados do seu negócio

 

3. Nunca pare de aprender.

Ainda que pareça simples, este pode ser um dos pontos mais difíceis. O desejo e hábito de estar constantemente aprendendo é algo que está bem estruturado dentro da cultura do Vale do Silício. E talvez por causa disso, estas pessoas estão mais abertas a novas experiências. Você pode chegar em qualquer um, perguntar o que está funcionando, o que não está e o que aprendeu recentemente. Nós geralmente somos mais fechados, o que acaba sendo um erro.

As experiências de outras PMEs (sejam elas da mesma indústria ou não), serão a melhor fonte de aprendizagem e para conseguir novas ideias. Para isso você terá que investir tempo em estruturar uma rede de colegas/amigos com quem possa compartilhar projetos, estar disposto a se abrir e compartilhar aprendizados sem ter recebido nada em troca. Ainda que pareça estranho e sinta que estão se aproveitando de você, tenha certeza que será uma das melhores decisões a tomar.

4. Mas nunca caia nessa!

No Vale do Silício, todos já estão acostumados a buscar financiamento para lançar e aumentar suas empresas. Este é um modelo muito válido e sem isso nem o Google, Facebook, Uber ou Airbnb seriam o que são hoje em dia.

Até mesmo nós da Workana não teríamos crescido no mesmo ritmo se não tivéssemos recebido financiamento externo. No entanto, o excesso de financiamento pode te levar a exageros e querer crescer somente por crescer.

ideia de crescer de forma imediata e se preocupar só depois com o modelo de negócio pode funcionar para algumas empresas, por exemplo, Snapchat. No entanto na América Latina esse modelo de negócio não é viável, pois não temos a mesma variedade de opções de financiamento que eles possuem, de modo que ao seguir esse modelo corremos o risco de não conseguir uma nova rodada de negócios no momento que necessitamos e até causar o fechamento da sua empresa (por exemplo: Avenida).

 

Embora determinados comportamentos do modelo do Vale do Silício são muito admiráveis e deveríamos tentar copiá-los e incluí-los em nosso dia a dia, não devemos perder de vista o objetivo de construir um negócio com fundamentos sólidos e que seja o mais rentável possível.

 

Se conseguíssemos isso, acredito que teríamos o melhor de dois mundos e elevaríamos nossa PME a outro nível.

Vale do Silício