Profissionais Introvertidos: futuros líderes?

Profissionais Introvertidos: futuros líderes?

Os profissionais extrovertidos e introvertidos devem ter lugar em nossas empresas. Aqui te damos dicas para favorecer a ambos!

Há alguns dias, o meu sócio, Tomás O’Farrell, me passou um artigo do Economist sobre como podemos ajudar os introvertidos a crescerem em nossas empresas. O objetivo do artigo não é algo novo para o Tomás e nem para mim, ambos somos introvertidos naturais, extrovertidos por necessidade. Mas, até sendo introvertidos nós podemos cair no erro de favorecer os que são mais loquazes em detrimento dos que se calam.

Aprendendo sobre os profissionais introvertidos e extrovertidos

Em 2011, tive a oportunidade de fazer um exaustivo teste para saber qual era a minha personalidade de acordo com o método de Myers Briggs. Este método, muito bem aceito, tenta nos enquadrar em 16 tipos de personalidade a partir de 4 áreas. Hoje vamos nos focar apenas na primeira: Extroversão/Introversão.

introvertidos-workanaO meu resultado foi ISTP. O que mais me surpreendeu ao fazer o teste foi me dar conta de que eu era um introvertido. Para determinar se um é introvertido ou extrovertido, a pergunta básica é: “Com o que você se energiza?” —  Quando você está com pessoas em um evento ou quando realiza uma atividade solitária, hobby, etc? Creio que vários pensariam que eu sou extrovertido ao me conhecer, mas não, eu não sou. Posso ir a eventos ou festas, mas em pouco tempo já preciso ir embora, ou pelo menos ficar um tempo sentado longe dos outros. Minha maneira de me recarregar é passar um tempo jogando vídeo game ou ler algum livro.

Eu comentei o meu resultado com quem nos guiava durante o teste e o mesmo se surpreendeu ao saber que eu sou introvertido. Me disse que como o mundo de hoje favorece muito um só tipo de personalidade, os ESTJ, então muitos introvertidos “se treinam” para ser extrovertidos. Os ESTJ são os “altamente extrovertidos”, que gostam de fazer planos, listas de tarefas e são super detalhistas. Os típicos que tinham muito sucesso na escolha, ofereciam-se para passar na frente e sempre faziam toda a tarefa.

O problema é que não necessariamente alguém que fale mais é um melhor líder. Em nossas empresas, corremos o risco de cair neste erro sempre… Como mudar isso?

Continue lendo o artigo do Guille aqui!!

E descubra por que ele dedica a metade do seu tempo aos valores da Workana, quando te orienta sobre como trabalhar com pessoas remotas e por que ama trabalhar remoto.

Guillermo Bracciaforte

Co-Founder da Workana. Fanático do serviço ao cliente, gamer e geek empedernido.

Para começar a trabalhar de forma independente, veja os projetos publicados na Workana e candidate-se. Ou você também pode empreender: crie um projeto na Workana e contrate freelancers que te ajudem a desenvolvê-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *