Publicidade: seguindo um método para fazer testes

Publicidade: seguindo um método para fazer testes

Já falamos anteriormente sobre a importância de fazer testes quando fazemos publicidade. Entretanto, qual é um bom método a seguir para que os testes sejam efetivos? Entendendo, claro, que um bom teste é efetivo quando nos permite aprender algo e que, ao aplicá-lo, os resultados são melhores.

1. Apontar com a maior objetividade possível

Sempre haverá um design de landing page que nós gostamos mais do que a outro, uma mensagem que resulte mais atrativa… mas se vamos testar quais desses elementos geram mais leads, vendas, tickets maiores ou o que quer que tenhamos como objetivo, é fundamental deixar de lado o gosto pessoal. Os números definirão o êxito do experimento. (Por isso, aprenda a duplicar os resultados do seu negócio)

2. Testar junto a algo já conhecido

Para testar um novo formato de newsletter, por exemplo, não é ideal simplesmente implementar o novo formato e começar a usá-lo. O ideal é que esse novo formato corra paralelamente ao que já estávamos usando. Isto pode ser feito dividindo a base de e-mails pela metade e enviando uma versão para cada metade, ou diretamente com as ferramentas de A/B testing que os serviços de mailing costumam oferecer. Isso é importante, porque a efetividade de uma newsletter (quanto a open rates, CTRs, vendas que geram ou o que for) não depende exclusivamente do design HTML da peça, mas sim de outros fatores externos como a época do ano ou do mês, o conteúdo… e é por isso que devemos neutralizar essas outras variáveis, tornando-as iguais, e testar só o design. Enviando as duas versões ao mesmo tempo, conseguiremos nos aproximar deste cenário.

3. Definir um objetivo para fazer publicidade

É saudável querer fazer testes e buscar melhorar as métricas do seu negócio. Mas, qual é o objetivo? É fundamental tê-lo bem claro, porque em função disso definiremos se um teste foi bem sucedido ou não. Se, por exemplo, vamos testar um novo tipo de imagem para as publicações do Facebook… qual é o objetivo disto? Pode ser que busquemos gerar mais curtidas ou comentários, ou que busquemos mais gente que, a partir desta publicação, chegue ao nosso site. Ou que os que cheguem comprem mais do que os que viam a outra imagem. Qualquer objetivo é válido, mas é crucial que esteja presente. Depois de alguns dias ou semanas de fazer o teste, será essa a métrica que compararemos para definir se a nova imagem que experimentamos no Facebook funcionou melhor ou não que a anterior. Para isso, também podem precisa da ajuda de um Community Manager.

4. Manter a informação organizada

Uma planilha no Google Drive, um projeto no Asana… há várias formas de organizar a informação de todos os experimentos que estamos fazendo e suas aprendizagens. O importante é que esteja anotado em algum lugar acessível e que a equipe tenha o costume de olhá-lo. Inclusive, pode ser útil classificar as aprendizagens e separá-las por tópico (uma aprendizagem de landing pages iria separado de uma de mailing, por exemplo) para que depois seja mais fácil revisá-los antes de encarar um novo desenvolvimento ou experimento. Revise estas ferramentas que podem te ajudar a se organizar melhor.

5. Capitalizar ao máximo as aprendizagens

Continuando com o ponto anterior, em publicidade não só é essencial que as aprendizagens estejam anotadas e acessíveis, como também é de muita utilidade se aprofundar nelas. A aprendizagem pode ser aplicada em outro lado? Serve para outra área ou membro de equipe para a sua atividade? Dispara outras hipóteses que gostaríamos de colaborar?

Seguindo um método ordenado, as aprendizagens dos diversos testes que fazemos serão muito mais valiosas e te ajudarão a realmente melhorar as métricas do seu negócio.

.Alejandro Kikuchi – Profissional independente especializado em Marketing Digital. Visite o seu perfil na Workana.

Para começar a trabalhar de forma independente, veja os projetos publicados na Workana e candidate-se!

Ou você também pode empreender para executar companhas como as que te contamos hoje: crie um projeto na Workana e contrate freelancers que te ajudem a desenvolvê-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *