Design Gráfico: 4 habilidades mais bem pagas, e 1 presente para você!

Design Gráfico: 4 habilidades mais bem pagas, e 1 presente para você!

O Dia do Design chegou (parabéns, designers! <3), e por isso mesmo estamos dedicando esse artigo exclusivamente aos freelancers que estão engajados com o design gráfico. Para ajudar os nossos queridos designers (<3), vamos mostrar quais são as habilidades mais bem pagas dentro da área do Design. Confira agora mesmo!

Existem várias habilidades dentro do design gráfico, sendo algumas mais bem pagas do que outras. No entanto, no mundo de hoje, esta é uma área em ascensão, o que significa que vocês, designers, têm um futuro promissor na sua área de atuação. Boa notícia, não é mesmo?!

Isto porque a imagem é, a cada dia que passa, mais valorizada. As pessoas estão sendo cativadas por imagens, até porque é mais fácil e rápido de adquirir a informação.

Não é à toa que todas as grandes empresas apostam na imagem da marca para transmitir a sua mensagem e garantir o futuro da empresa!

 

via GIPHY

Mas disso você já deve estar sabendo, certo? Pois é! A questão agora é saber quais habilidades estão rendendo mais. O que será mais bem pago no mercado, especialmente o seu, freelancer? Vamos dar uma olhada!

As habilidades de Design mais bem pagas: quais são, do que se tratam, e onde você pode aprendê-las?

Dentro das habilidades da área de design gráfico, a que mais se destaca é a UX-Interface. Sem dúvida, essa é a habilidade que mais se ganha por hora, quando comparada com várias outras áreas mais comuns. 

Mas vamos ver essa listagem de habilidades uma a uma, para que tenha uma real noção de qual paga mais por hora, mas para que saiba quanto cobrar exatamente pelo seu trabalho.

  • UX-Interface

A maior parte dos freelancers que trabalham em UX-Interface, cobram, por hora, entre 21 e 30 dólares americanos, o que hoje em dia rondam os 65 e 94 reais.

No entanto, também existe uma grande fatia de freelancers cobrando entre 11 e 20 dólares, equivalente a 34 e 62 reais.

O que é?

E aí? Você sabe do que se trata? UX-Interface é todo o trabalho de design que tem como principal objetivo trabalhar as emoções através da interação do interface com o usuário.

Os freelancers em UX deixam de se focar nos pixels para se focarem nas interações, que atualmente estão no centro de todo o trabalho online. Ou seja, todo o trabalho de espaçamentos, cores, alinhamento, fica em segundo plano, passando o foco para o conteúdo, para a hierarquia, e para a ordem de leitura.

Ora, num mundo em que a concorrência online é gigantesca, e a tendência é que essa concorrência só aumente, é muito importante para uma empresa que todo o conteúdo se destaque das demais.

Por isso mesmo os profissionais de UX-Interface têm ganhado maior relevo entre as outras habilidades do design gráfico.

Eles estão focados na experiência do usuário como um todo, e não apenas no aspecto visual do produto apresentado, como é o caso do designer UI, que apenas trabalha o interface, ou design visual.

Onde aprender?

Existem alguns cursos online que poderão ajudar muito você a desenvolver essa habilidade dentro do design gráfico, o que poderá ser uma grande mais-valia, especialmente no que toca aos seus rendimentos ao final do mês.

Deixo aqui alguns links que poderão ser úteis se você quiser aprender essa habilidade.

  • UX Academy – Oferecem um curso de 37 aulas online, com certificado digital de conclusão de curso.

  • Uxniversity – Oferecem um minicurso de UX design (incompany ou para grupos), abordando vários temas. Bastante interessante e útil. Tem também um certificado no final do curso.

Faculdade Impacta – Desejando ir mais longe na sua experiência em UX, a Faculdade Impacta tem uma pós-graduação em usabilidade e UX. Poderá ver tudo sobre a pós no link deixado por nós.

Web Mobile (design responsivo)

 

via GIPHY

Achou que a era mobile passaria despercebida na nossa listagem? Sem chance! Os celulares e tablets vieram para ficar, e não há nada que hoje não passe por aí.

A maior parte dos sites já está preparada para ser usada a partir deste tipo de dispositivos, e a tendência é que daqui a alguns anos tudo o que você tem na Internet, possa ser lida e usada nos dispositivos móveis.

Por isso mesmo esta é uma das habilidades que são mais bem pagas na área do design gráfico, e também uma das mais buscadas pelos clientes.

Regra geral, os freelancers cobram entre 11 e 20 dólares por hora (34 a 62 reais), embora alguns ainda cobrem abaixo disso.

Claro está que tudo depende da complexidade do trabalho, assim como depende de você e das suas capacidades para executar o trabalho pedido.

O que é?

Ainda não sabe ao certo qual é o trabalho de web mobile (responsive design)? De um modo geral, é todo o trabalho para que uma página consiga ser acedida por dispositivos móveis, quer sejam celulares, tablets, smartphones, ou netbooks.

Tendo em conta que aproximadamente 90% das pessoas fazem compras online através dos celulares, este é um setor em rápido crescimento, o que se torna uma grande oportunidade para os freelancers que estejam dentro da área do design gráfico.

Onde aprender?

O Google tem um curso online perfeito para os designers que pretendem aprender essa habilidade. Embora apenas os primeiros 15 dias sejam gratuitos, você tem certeza de que tudo o que aprende é realmente útil, e poderá fazer com que você ganhe muitos pontos em relação aos outros freelancers quando estiver lançando uma proposta.

  • Modelagem 3D

A modelagem 3D é outra das habilidades cuja tendência está cada vez mais forte. Isto por causa das impressoras 3D terem chegado para ficar. Hoje em dia, não precisa ser milionário para adquirir uma impressora dessas (embora não seja para o bolso do comum dos mortais, como nós! :P), e milhares de empresas por esse Brasil estão optando por comprá-las.

Ora, além de trazer várias vantagens para os usuários, elas são uma grande oportunidade de negócio.

Por exemplo, próteses e órteses. Esse é um negócio que ainda tem muito que explorar, e hoje em dia este tipo de objeto já está sendo feito através da modelagem 3D.

Como o produto final é bem caro, quando se fazem através de protótipos 3D, acaba por ficar bem mais em conta, podendo dar um bom lucro para a empresa (mesmo baixando os preços em relação às comuns).

Por isso, essa habilidade poderá crescer imenso nos próximos anos (você que trabalha com modelagem já está sorrindo, não?).

via GIPHY

Aqui, a maior parte dos profissionais anda cobrando em torno de 11 a 20 dólares americanos (34 a 62 reais), mas uma grande parte já cobra valores que variam entre os 21 e os 30 dólares (65 e 94 reais).

O que é?

O designer que trabalha em modelagem 3D faz os protótipos a serem impressos pela impressora 3D. É o profissional que fará o desenho da peça a ser impressa.

Hoje em dia, existem vários softwares onde os designers se apoiam para desempenhar essa função. Por isso mesmo, se você quer se dedicar a esse ramo da atividade, é importante que se empenhe em estudar uma delas. Pode fazer toda a diferença!

Onde aprender?

Tem alguns cursos online onde poderá dar uma vista de olhos. Tem também muita informação em livros digitais, caso prefira aprender apenas lendo o conteúdo.

  • Udemy – Curso onde se aprende a produzir modelos em 3D, mas também aprende a produzi-los em 2D. Esse curso serve para aprender a desenhar peças, ferramentas, equipamentos, joias, acessórios, enfeites, e aprende a exportar os modelos para as impressoras 3D.

  • RedOnline – Este curso de modelagem 3D pode ser uma excelente forma de aprender a criar projetos 3D, mas não só. Dê uma olhada no site deles e descubra o que eles têm para você.

Edição de Vídeo

Hoje em dia, o vídeo está tendo uma ascensão bastante grande, muito por causa da febre dos diretos, que permite que qualquer pessoa possa mostrar o que está fazendo nesse exato momento, sem que para isso tenha de ter um grande apetrecho de tecnologias.

No entanto, quando olhamos para as empresas, a qualidade do vídeo é primordial para alcançar o sucesso, e elas sabem disso. Já não existe nenhuma empresa que lance um vídeo sem que esse seja editado por um profissional da área do design gráfico.

Por isso mesmo, embora não esteja em primeiro lugar desse top, a tendência é que essa habilidade passe a ser cada vez mais bem paga.

Atualmente, a maior parte dos profissionais cobra entre 11 e 20 dólares americanos, o que em reais representa um valor em torno dos 34 a 62 reais.

No entanto, existe já um número significativo de freelancers que cobram entre 41 e 50 dólares americanos por hora, o equivalente a 128 e 156 reais, respectivamente.

O que é?

O designer que trata da edição do vídeo faz todo o processo de corte e montagem das imagens em movimento, as quais são captadas através de uma câmera.

Para isso, existem alguns softwares de apoio, os quais são primordiais para a execução de um trabalho de qualidade. Por isso vale a pena investir em um pouco de conhecimento técnico.

Onde aprender?

Assim como em todas as outras habilidades, você encontra online uma série de cursos que poderão ajudá-lo a desenvolver uma ou outra área.

Se quiser aprender mais sobre a edição de vídeos, pode ir a qualquer um desses links.

  • RedOnline – Oferece um curso de design gráfico e edição de vídeo, e a vantagem é que permitem parcelar o pagamento em até 6 prestações.

  • Portal educação – Esse é, talvez, um dos melhores cursos para desenvolver essa habilidade. Têm um só para técnicas e conceitos de edição de vídeo e filmagem, então poderá aprender bastante.

A surpresa!

Para comemorar o Dia do Design, a Alura, Site de Cursos Online, em parceria com a Workana, está oferecendo um desconto de 10% na contratação do seu pacote de cursos!

 

Para aproveitar o desconto, você só precisa acessar a seguinte página para se matricular nos cursos da Alura (clique na imagem para acessar):

 

Designers, parabéns!

Aproveitem o seu dia, e esperamos que os cursos da Alura abram um grande leque de possibilidades incríveis para a carreira de vocês! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *