Aproveite ao máximo o feedback dos seus clientes

Se você vem do mundo corporativo, já está acostumado às avaliações de desempenho dos seus superiores. Isso ainda não é tão comum no âmbito freelancer, porém, pode ser super útil! E todos nós que trabalhamos como autônomos deveríamos promover essa cultura.

Muitas vezes, um cliente insatisfeito com os resultados de um projeto poderá dar meia volta e nunca mais voltar a contratar seus serviços. E você nem sequer terá a chance de conhecer quais foram seus possíveis erros, de acordo com a opinião dele.

Além disso, mesmo quando seu cliente estiver satisfeito, você perderá a oportunidade de melhorar ainda mais seu desempenho se não receber um feedback.

No mundo freelancer, não é frequente que os clientes espontaneamente tomem o tempo de nos oferecer um feedback sobre nossos serviços. A não ser que nós tomemos a iniciativa de solicitá-lo… Porém, essa avaliação resulta fundamental por dois principais motivos: ela te ajudará a crescer profissionalmente e a aprender com os seus próprios erros.

Na Workana, pensamos nesses benefícios desde que começamos e é por isso que implementamos os sistemas de Ratings e Feedbacks. Cada vez que você termina um projeto, poderá receber a qualificação do seu cliente. Ou seja, uma pontuação de 1 a 5 e um comentário com sua recomendação, que aparecerão no seu perfil.

Qual é o lado bom de receber feedbacks dos seus cliente?

Ao receber feedback dos seus clientes, você ganha a oportunidade de:

  • Desenvolver novas habilidades;
  • Ganhar respeito e construir uma boa reputação como profissional;
  • Gerar novas ideias e detectar novas áreas de especialização para o seu negócio;
  • Identificar situações nas quais você pode melhorar seu desempenho e otimizar seus serviços.

Além do feedback que você receberá ao final de cada projeto, é super útil refletir e se questionar sobre o seu desempenho durante a execução, a medida que você vai desenvolvendo o seu trabalho. Por exemplo: a cada vez que você terminar um determinado “milestone” ou sub-etapa do projeto.

Desta forma, você poderá ir corrigindo eventuais desvios à medida que a execução do projeto avança. Evitando, assim, que possíveis erros atrapalhem ou tenham um impacto negativo nos resultados.

Aqui, o importante é antecipar, polir e otimizar formas de trabalho, atitudes, estilos e todos os aspectos da performance que não convencem o seu cliente, para conseguir ajustá-los e melhorá-los enquanto você avança com cada tarefa.

Como perguntar?

Suas perguntas devem ser concisas, simples e objetivas. Confira alguns exemplos:

  • Qual é a sua opinião sobre o meu desempenho até o presente momento?
  • Quais aspectos você acredita que eu poderia melhorar para te oferecer um melhor serviço?

Antes de abordar o seu cliente, pense em uma breve lista de perguntas básicas para obter um bom feedback.

O que considerar ao pedir feedback?

A ideia de solicitar um feedback é que o seu cliente seja sincero e objetivo. Logo:

  • É possível que você receba um feedback negativo: use-o para aprender e melhorar;
  • Não fique na defensiva: mantenha a objetividade ao analisar as observações do seu cliente. Lembre-se que você quer aproveitar ao máximo o feedback.

Quando você obtiver a devolução do seu cliente (seja em instâncias intermediárias ou ao finalizar o projeto), se os elogios forem os protagonistas, bem-vindos sejam! Às vezes, você inclusive poderá descobrir que tem habilidades que nem imaginava ou não tinha percebido até então.

Porém, se os comentários negativos tiverem maior peso, o próximo passo será agir! Afinal, de que serviria um feedback se você não analisa as críticas e põe em prática as melhorias sugeridas?

Embora nem tudo seja sempre um mar de rosas, a realidade é que o cliente tomou o tempo e o trabalho de te avaliar. Então, será a sua vez que lhe agradecer pela dedicação e tomar o feedback dele para continuar se desenvolvendo  e crescendo como profissional.

Subscribe to the Workana newsletter and keep updated

Leifer Mendez: a aventura do freelance

Soledad Pagés

Estresse: No more stress – ou quase

Natalia Welner

FREELANCER E BAILARINA

Soledad Pagés