Formaliza ai, Freela!

Formaliza ai, Freela!

Na Workana, tentamos sempre estar conectados com a comunidade freelance, e também falamos muito com os clientes que contratam freelancers na plataforma. Um pedido cada vez mais comum entre eles é: diferenciar – dos demais – os freelancers que conseguem emitir Nota Fiscal.

Acontece que, por motivos legais, uma empresa dificilmente consegue aceitar trabalhar com alguns freelancers se eles não conseguem emitir uma nota fiscal pelo serviço contratado. Além disso, é obrigatório emitir nota fiscal em muitas situações (fale com contador para saber quando).

Ou seja, como um trabalhador informal, você deixa de atender uma boa parcela de cliente que precisam de Nota Fiscal, e ainda pode se prejudicar por não registrar formalmente toda a renda que ganha através da prestação de serviços.

Já não tem desculpa!

Com o sistema MEI (Microempreendedor Individual), agora é muito mais fácil e barato se registrar para conseguir emitir nota para os seus clientes e declarar os seus ganhos como freela. Uma empresa amiga da Workana conta o passo a passo do processo aqui.

Cadastrando-se como MEI e pagando um valor baixo mensalmente (por volta de R$50,00), você poderá aproveitar todos os benefícios de ser um profissional independente formalizado e não perderá mais clientes por falta de Nota Fiscal, além de poder declarar os seus ganhos como freelancer, sem medo do Leão – Imposto de Renda -.

Vou citar rapidamente alguns benefícios de ser MEI, pois desenvolveremos mais sobre este tema nos próximos artigos da campanha #FormalizaFreela:

  • INSS

Quem é MEI e paga seus impostos em dia, também estará pagando o seu INSS e um dia poderá se aposentar com todos os benefícios da aposentadoria .

  • Abertura de conta bancária e obtenção de crédito

Um profissional formalizado como MEI pode declarar a renda do seu trabalho como freelancer, e por isso não terá problemas em abrir uma conta corrente ou obter um empréstimo, ou até mesmo obter um cartão de crédito – quem é freelancer há muito tempo sabe o quanto essas coisas são difíceis para quem não pode declarar renda.

Levando em conta que tem mais de 9 milhões de PMEs no Brasil, dá para saber que estes benefícios realmente são muito bons.No mínimo, deveria ser benefício suficiente para você pensar que é algo muito importante.

Também há o benefício de organizar melhor as suas finanças pessoais, facilitando a sua vida com os ganhos declarados. Tudo isso terá um efeito positivo em seu banco, no qual você irá conseguir melhores serviços e taxas.

Resumindo: 4 razões pelas quais você precisa que formalizar

  1. Formalização não é apenas para empresas: Ter um CNPJ e declarar renda é muito importante para o profissional que vive apenas do freelancing, e não tem outro trabalho fixo.
  2. Com o seu trabalho formalizado, você passa a existir para o Governo: Um MEI, por exemplo, pode pagar o imposto juntamente com o INSS, o que permite que ele se aposente mesmo sem trabalhar CLT.
  3. Muitos clientes que te contratam são empresas, e precisam de uma nota fiscal sua.
  4. Pode ser o início de um empreendimento: Ser freelancer, de certa forma, é ser um empreendedor. Formalizar-se e trabalhar de maneira independente pode ser o começo do seu negócio! 

Freelancers, aproveitem a campanha #FormalizaFreela! Nós temos um contador online no Twitter e no Facebook respondendo perguntas até o dia 9 de maio. Para enviar as suas perguntas, basta fazer um tweet ou um comentário no Facebook usando a hashtag #FormalizaFreela.

Também teremos outros artigos nos próximos dias, e o evento #FormalizaFreela em São Paulo no dia 10 de maio, no qual eu estarei presente! Não deixem de se informar e compartilhar com os amigos nas redes sociais! A gente agradece, e acho que seus amigos também! 🙂

 

Está procurando por trabalho freelance? Clique aqui e encontre vários projetos!

2 Comentarios
  1. Boa noite, existe algumas informações um pouco nebulosas.

    Uma vez que eu esteja usando o Workana como meio de pagamento, além da taxa padrão – chuto de cabeça os 13% – quando emito uma Nota Fiscal, como MEI, eu ainda pago o imposto da minha nota fiscal – cerca de 6% -, então fica em um total quase 20%?

    Os impostos não já estão embutidos dentro os “Encargos” de acordo com http://ayuda.workana.com/customer/pt_br/portal/articles/1141089-acuerdo-de-usuario

    Fico no aguardo.

    Francisco Ernesto Teixeira
    Freelancer Workana

    1. Oi Francisco!

      Nem todos os freelancers são formalizados e emitam notas fiscais, principalmente porque alguns só realizam trabalhos freelance como complemento de renda. Para os profissionais freelance em tempo integral, recomendamos a formalização para que evitem problemas futuros.

      Para ambos os casos, a taxa que cobramos na Workana é apenas para os serviços que prestamos, ou seja: oferecemos um ambiente seguro para relacionamento com os clientes, suporte online e por telefone, e um meio de pagamento seguro.

      Caso precise de informações sobre tributação, recomendamos que você converse com um contador para tirar maiores dúvidas. E se tiver dúvidas sobre o funcionamento da Workana, você pode falar com a nossa equipe de suporte através da página http://www.workana.com/contact/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *