Google Launchpad Accelerator Class 3

Google Launchpad Accelerator Class 3

Do dia 30 de Janeiro ao 10 de Fevereiro, fizemos parte das duas semanas de aceleração com o Google e outras startups de mais de 10 países diferentes. Aqui, eu quero lhes contar como foi.

Essa é a terceira vez que o Google escolhe algumas startups que estão em fase de crescimento para ajudá-las a continuar se desenvolvendo. O programa é realizado exclusivamente nos países emergentes (já são 10 países!) e tivemos a sorte de ser os escolhidos da primeira chamada na Argentina juntamente com a YOP e TiendaNub.

A duração do programa é de 6 meses, no entanto, a parte mais intensa são as duas semanas que acabamos de participar. Durante esses 15 dias, conversamos com mais de 25 mentores em reuniões individuais (Workana e Mentor). Tivemos também, conferências com pessoas muito interessantes como o Product Manager do Pinterest e o CEO do Waze, entre outros.

 

Para destacar

Se nota quando uma empresa como o Google faz algo e dá o seu máximo para que tudo saia bem. A logística foi perfeita, das viagens até o mínimo detalhe, como cada uma das refeições. Sei que tenho um passado com a empresa que me condena, mas não fui o único a dizer isso.

Durante as 2 semanas, eles trouxeram cerca de 100 mentores de diferentes áreas e podíamos escolher com quem queríamos falar de acordo com as necessidades que tínhamos em nossa empresa. Embora isso tenha sido demasiado, é inestimável que eles tenham movido todas essas pessoas com o intuito de nos ajudar.

A equipe do Google esteve aí disposta a nos apoiar no que fosse necessário, organizando o Launchpad: Roni, Bryant, Josh, Paco e Joyce.

Tivemos excelentes sessões com pessoas de Marketing. Por um lado, a Maya Avni e Shira Sadoth que nos ajudaram a entender como vocês, usuários, chegam à Workana. E, o Pete Walton foi o que mais nos ajudou na construção de uma melhor estratégia para aquisição de clientes. Destas sessões com nossos mentores, nós trouxemos muitas ideias.

Além do mais, eles também convocaram os jornalistas da nossa região para que soubessem o que estávamos fazendo, algo que ajuda muito a empresas como a Workana.

 

O que levamos desse encontro?

Nós temos uma lista enorme de notas com ideias e coisas para experimentar. A verdade é que, a maioria das conversas geram gatilhos para investigar mais coisas que podemos fazer para melhorar a experiência da Workana.

Também trouxemos um monte de novos contatos, tanto de mentores como outros empreendedores. Com eles podemos seguir trocando experiências, pois todos temos problemas similares, ainda que sejam áreas geográficas ou negócios diferentes.

Neste ano, temos planos bem agressivos para a plataforma e estas ideias nos ajudam a ter mais coisas para investigar e testar. Agora temos pela frente o trabalho mais duro que é experimentar, filtrar e encontrar a maneira de avançar mais rápido.

O programa não termina agora, continuamos por mais 3 meses com várias reuniões de seguimento com os nossos mentores. Além disso, há planos de fazer alguns eventos locais que podem nos ajudar também.

Esperamos que tudo isso se traduza em uma versão melhor da Workana para todos vocês. Aproveitamos para agradecer novamente o Google pela oportunidade e esperamos poder ajudar a outras startups nas classes futuras.

Para começar a trabalhar independente, dê uma olhada nos projetos publicados na Workana e se candidate ou você também pode empreender para colocar em prática campanhas como as que hoje te contamos aqui: crie um projeto na Workana e contrate freelancers que te ajudarão a desenvolvê-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *