Guia de início rápido na Workana

Para dar continuidade aos nossos posts de suporte ao usuário, preparamos esse guia de início rápido para os recém-chegados. Algumas das informações que vamos citar aqui são “repetecos” do que explicamos no 1º webinário do ciclo “Aproveite a Workana ao máximo”. Outras são informações básicas para tranquilizar você e tornar sua adaptação à plataforma a mais simples e rápida possível.

Início rápido: criando sua conta

Muitos usuários nos perguntam como podem fazer para criar uma conta de cliente ou uma conta de profissional. Uma coisa muito importante a saber é que não existe, propriamente dita, uma conta “de cliente” ou “de profissional”. Ao criar uma conta na Workana, você pode atuar como cliente ou profissional sem precisar criar um novo perfil para cada papel que desejar desempenhar.

No seu perfil único, você tem duas visualizações diferentes – entenda, visualizações diferentes, e não contas separadas. Vou mostrar abaixo, para ficar mais fácil de entender. Acessando o Painel de Controle, você vê o seguinte menu à sua esquerda:

artigo-guia-rápido-1

Como você pode ver na imagem, na opção “meu perfil”, você consegue inserir informações pessoais como cliente ou profissional, separadamente, sem precisar criar outra conta ou perfil.

Criando projetos x Mandando propostas

Como explicamos no webinário, cada qual com seu papel: clientes criam projetos; profissionais mandam propostas para esses projetos. Isso significa que você não deve criar projetos para divulgar seus talentos. Os projetos servem para a contratação de serviços e não para publicidade – vale esclarecer 😉

Para criar um projeto, basta clicar em “Crie um projeto” no menu superior:

artigo-guia-rápido-2

 

Para enviar uma proposta para um projeto, clique em “Projetos Publicados”, conforme mostra a imagem acima, para escolher o projeto que mais se adequa às suas qualificações.

Não sabe escolher quais projetos valem mais a pena para você? Assista nosso webinário e aprenda com nossas dicas. Lá, ensinamos inclusive a usar o mecanismo de busca da plataforma. Legal, né? 😉

Lembrando sempre que há um aspecto CHAVE na redação de qualquer coisa, seja um projeto ou uma proposta: dê sempre o máximo de informações que você puder. Não quer dizer que você precisa escrever um projeto/proposta do tamanho de um testamento, mas também não deixe de fora informações que podem ser relevantes apenas com o objetivo de economizar caracteres.

Dicas rápidas para clientes:

  • Descreva a atividade que você deseja e detalhe quais outros trabalhos essa atividade exigirá. Explique, também, os resultados que você deseja atingir com esse projeto.
  • Informe prazo e orçamento, para servirem de guia para a oferta do profissional.
  • Tente não se assustar com os orçamentos que você receber: lembre-se que o profissional da Workana é sempre orientado a cobrar o valor que ele julga justo por seu trabalho. Portanto, profissionais mais qualificados e experientes tendem a cobrar mais. Embora isso seja um contratempo para clientes com limites de gastos, acaba servindo como um indicador de qualidade também.
  • Desconfie de prazos e preços muito pequenos. Trabalhos feitos às pressas ou por muito pouco dinheiro tendem a apresentar menos qualidade. Não tenha vergonha de perguntar ao profissional por que o preço é tão barato. Isso pode ser um indicador de pouca experiência e talvez não seja esse o profissional que você esteja procurando.

Dicas rápidas para profissionais:

  • Comece a proposta se apresentando – educada e cordialmente!
  • Fale de sua experiência prévia (inclusive na Workana) e explique por que você é a melhor opção para esse projeto (qual o seu diferencial?)
  • Não tenha medo de propor um prazo/preço maior do que o solicitado pelo cliente. Bons profissionais valem esperar ou pagar mais um pouquinho por um trabalho de mais qualidade – e bons clientes sabem disso 😉
  • Lembre o cliente de avaliar seu perfil: suas certificações, qualificações, classificações e comentários de clientes que você já atendeu também são ótimos indicadores da qualidade de seu trabalho, não apenas a proposta que você está mandando!
  • Se tiver dúvidas, pergunte. Melhor do que mandar uma proposta com preço ou prazo diferentes do que você merece. Além do que, você pode não ter a chance de alterar sua proposta mais tarde – a partir do momento em que o cliente aceitar sua proposta, você tem que cumprir com o preço ou prazo. Qualquer alteração deve ser aprovada pelo cliente, lembre-se disso!

Certifique-se!

Para o cliente, dizemos: certifique-se de escolher o melhor profissional possível. Use as ferramentas que oferecemos e o auxílio de seu gerente de conta (que se apresentará para você por e-mail) para escolher o melhor talento.

Para profissionais, dizemos: certifique-se de que suas habilidades sejam comprovadas. Como? Com certificações! 😉 (sacou, sacou? ^^)

Nossas certificações são testes que o profissional pode realizar para comprovar seus conhecimentos técnicos na área solicitada. Caso o cliente esteja solicitando alguma credencial ou certificação específica externa à Workana, lembramos que nossas certificações não valem para substituir a documentação solicitada.

Vamos ao que intere$$a

A Workana trabalha com diversas formas de pagamento e saque. Nossos clientes podem contar com a flexibilidade de pagamentos com cartão de crédito*, podendo salvá-los para pagamentos futuros (sem ter que digitar tudo de novo, ufa!), PayPal e AstroPay. Nossos profissionais podem receber seus pagamentos via PayPal e Payoneer, podendo escolher, inclusive, quando desejam receber o saldo que consta em sua conta (uma ou duas vezes ao mês, sempre no meio e no início do mês).

*Informação SUPER HIPER ULTRA IMPORTANTE

A Workana aceita apenas cartões de crédito internacionais.

“Mas, ó Céus, por quê?” Calma, entendemos sua dúvida e vamos explicar direitinho:

Embora nossos usuários possam visualizar orçamentos e propostas em sua moeda local, todas as transações na Workana são efetuadas em dólar. Por isso, a visualização em sua moeda local nem sempre fornece informações precisas – afinal, esse recurso serve para que você tenha uma noção do valor a ser pago na moeda do seu país, de acordo com o câmbio do dia. No entanto, esse valor pode mudar de acordo com a flutuação do câmbio.

Portanto, mesmo que os profissionais enviem propostas para seus projetos em sua moeda local, na hora do pagamento, o valor cobrado será o correspondente em dólares ao valor cobrado pelo profissional.

Pra dormir tranquilo

Fechamos esse guia rápido lembrando a todos que a Workana oferece a vocês uma garantia exclusiva de pagamento. Para profissionais, a certeza de que serão remunerados pelo trabalho bem realizado que entregaram. Para clientes, a certeza de que não serão surpreendidos: apenas pagarão pelo trabalho solicitado. Nada mais, nada menos.

Assim, profissionais e clientes dormem tranquilos – e nós também, por sabermos que nossos usuários estão protegidos e satisfeitos.

Ei, você mesmo!

Agora, chegou a sua vez de contribuir para que esse guia rápido fique ainda mais completo. Você tem alguma dúvida sobre o funcionamento da plataforma? Envie para nós nos comentários desse post e responderemos. Dessa forma, outros usuários, com as mesmas dúvidas que você, aprenderão com a sua pergunta! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *