O impacto do PHP 7 e os principais motivos para migrar

O impacto do PHP 7 e os principais motivos para migrar

Atualmente, uma das linguagens de script mais utilizadas na web é o PHP. Porém, muitos desenvolvedores, hosts e empresas não contam com suficiente capacidade para suportar as últimas versões (PHP7 ou superior), pois carecem das atualizações correspondentes.

Por enquanto, sites como o WordPress.org tem como requisito possuir um host que execute PHP 7 ou alguma versão superior. Mas você ainda se pergunta quais seriam os principais motivos para migrar para essas versões mais novas de PHP? Então, nós te contamos!

I- Novas características para desenvolvedores

As mudanças incluídas no PHP 7 e 7.1 estão relacionadas com:

  •  o Push do servidor HTTP/2,
  • o número de operadores e números mal formatados,
  • mais compensações negativas da sequência,
  • chaves utilizáveis nas listas,
  • manipulação de exceções nas capturas múltiplas,
  • retornos iteráveis e nulos,
  • tipos anuláveis,
  • classes anônimas,
  • novo tipo de insinuação,
  • operador de coalescência nula,
  • operador de comparação combinada…

O fato é que, geralmente, se os desenvolvedores pudessem escolher, trabalhariam somente com as versões mais novas de PHP. De outro modo, acabam ficando “travados” ou limitados por não suportar a grande quantidade de outras versões.

O ideal seria que todos migrassem para as últimas versões de PHP, já que estas garantem uma melhor segurança, suporte e rendimento.

Na Workana, você pode trabalhar como profissional independente e oferecer habilidades em PHP para clientes de toda a América Latina.

II- Suporte

A comunidade de desenvolvedores de plugins e temas ainda está tentando manter-se atualizada. Por exemplo: nos fóruns de WordPress, existem milhares de discussões e possíveis soluções sobre a execução das versões obsoletas e as dificuldades de compatibilidade com PHP 7.

III – Rendimento PHP 7

O rendimento é um das principais razões para migrar desde versões antigas de PHP para as mais novas.

PHP 7 e as outras versões superiores permitem executar o dobro de solicitações por segundo no sistema. As melhoras em relação ao rendimento são muito significativas em comparação com as versões anteriores. O PHP 5.6 (só para mencionar um exemplo) oferecia praticamente a metade da latência do PHP 7.

IV – Segurança

A segurança é outro aspecto determinante para decidir atualizar. As novas versões incluem mudanças para melhorar a segurança e reparar possíveis defeitos. Atualizar periodicamente e estar consciente das mudanças das últimas versões é o que recomenda a própria empresa PHP.

Em termos práticos, migrar para PHP 7 significa garantir a execução de uma versão compatível e melhorada no que diz respeito às vulnerabilidades da segurança.

Procure trabalho na Workana, a primeira plataforma de trabalho remoto. Desenvolva seu talento e cresça profissionalmente!