#MulherFreela: Uma mulher como todas as outras!

#MulherFreela: Uma mulher como todas as outras!

Conheça as histórias de profissionais independentes que se atreveram a desafiar o estabelecido e empreender. Honremos juntos a Mulher FreeLa: livre e latina!

Poderia contar a história perfeita, onde mulheres dominam dragões e lideram exércitos, mas prefiro falar de mulheres reais, de fibra, cheias de coragem, que embelezam e enchem de enigmas e magia o mundo.

Entre elas tantas que conheço, nem ouso me comparar a essas esplêndidas pessoas, tão pouco mencionar nomes, porque faltariam linhas.

Mas venho aqui para falar um pouco da minha percepção, como profissional freelance, impreterivelmente por escolha.

Lembro-me do meu primeiro projeto, senti aquele “friozinho” e confesso que a cada novo projeto, encaro como de fato, “ um novo desafio”, nada é igual para mim, todos os dias me sinto em um novo emprego, com novas expectativas, novos contatos, e eu amo isso!

Isso é mágico quando escolhemos e ninguém nos impõe não que as exigências, às vezes nos tiram o sono, e infelizmente, raras às vezes, não somos avaliados pelo empenho, mas pelo simples fato de o assunto não ser exatamente compreendido.

Mas o trabalho freelance é assim, imprevisível, exigente, muito além do trabalho convencional e/ou tradicional.

E falando sobre a situação ou posição da mulher, infelizmente vivemos sim, em uma sociedade cheia de preconceitos, talvez se expressem de outra forma, talvez  camuflado, talvez nas entrelinhas…, mas ele existe!

Pois enquanto uma mulher for subestimada e receber o salário inferior ao homem, não podemos nos considerar em evolução.

Particularmente, na plataforma onde trabalho, nunca sofri preconceito ou rejeição por ser mulher, talvez não seja a realidade de minhas colegas.

Me sinto livre, me sinto capaz, amo a forma de trabalho freelancer, que não é imparcial, ou sem afeto, ao contrário, podemos escolher nossos clientes, e isso é supimpa! Como diz minha filha.

Para mim, o maior benefício, prazer, motivo de ser uma mulher e mãe freelancer é a forma ímpar de conciliar trabalho, renda e atenção para com os filhos.

Talvez “estar no controle” não ilustra, mas sim, a autonomia em poder estabelecer um horário de trabalho flexível, conciliador, como no meu caso.

Não me importo de acordar de madrugada, ou estender meu trabalho até a meia-noite, mas não estar em casa às 17 horas para receber meus filhos da escola seria devastador, conflitante.

Cabe a nós mulheres instigar a mudança que ainda necessitamos, pois a necessitamos! O desejo de uma sociedade realmente igualitária é meu, das minhas amigas, das colegas da Workana e também dos homens que nos “enxergam” com respeito!

Cabe a nós reivindicar o sentimento de liberdade e justiça quando nos é negado!

Cabe a nós mulheres, principalmente, não oprimir o pensamento libertador de nossas filhas, meninas, moças e senhoras, tão pouco negar a elas o verdadeiro direito de “expressão feminina”.

Não queremos ser melhores em relação aos homens e a nada, mas sim, por nós mesmas.

Me sinto em condições de dizer a todas as mulheres, que somos capazes.

Sou feliz por ser mulher! Sou feliz pela magia da tripla maternidade! Sou feliz por trabalhar freelance e também sou feliz por fazer parte da comunidade Workana!

Seja feliz em todos os dias da mulher!!!

Juliana Kappel

Aqui estão as profissionais que lideram o ranking da Workana!

Conheça mas histórias, dados e experiências sobre a mulher! Junte-se ao movimento adicionando um sticker em sua foto do perfil. Não se esqueça de compartilhar no Twitter, Facebook e Instagram os seus vídeos de 15 segundos contando o que é uma MulherFreeLa: livre e latina e quais dicas você daria para empreender.

Você também pode participar e contar a sua experiência na pesquisa de Trabalho e Empreendimento na América Latina ou conhecer quais são os trabalhos freelance mais procurados.

Para começar a trabalhar de forma independente, veja os projetos publicados na Workana e candidate-se. Ou você também pode empreender: crie um projeto na Workana e contrate freelancers para te ajudarem a desenvolvê-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *