O que fazer (sem ficar louco) quando os clientes não te respondem?

O que fazer (sem ficar louco) quando os clientes não te respondem?

Talvez você já tenha passado pela experiência de se candidatar para vários projetos e não obter nenhum retorno. Pode ser que você seja um daqueles freelancers que colocam o foco especificamente em buscar projetos que se encaixam 100% aos que parece perfeito para eles, feito sob medida.

Ou pode ser que você não seja tão estrito com a seleção e prefira somar mais possibilidades, mesmo que talvez o trabalho em si não te entusiasme muito. Seja qual for o seu caso, enviar propostas de trabalho e não ser contratado (ou nem sequer receber um “Obrigado, recebemos a sua proposta, mas para este projeto em particular decidimos contratar um perfil que se adapta melhor às nossas necessidades”), pode ser um pouco  frustrante.

Em qualquer caso, você não deve se permitir decair, nem que a baixa autoestima e a decepção te dominem. Crescer como freelancer é todo um desafio, é um caminho novo que você está perseguindo, e com perseverança, dedicação e atitude você poderá chegar onde quiser. 🙂

Analisando a situação

Se faz relativamente pouco tempo que você criou o seu perfil na Workana, o fato de ainda não ter recebido respostas de clientes pode ser devido a você ainda não ter uma reputação consolidada. Os clientes não tiveram a oportunidade (ou o privilégio :))  de saber como você trabalha e quão comprometido é com o trabalho.

Neste contexto, é importante que você leve em conta que ao princípio talvez não te convenha ser muito exigente com seus honorários. Mas, atenção! Você deve poder encontrar um equilíbrio: nem honorários muito altos (mesmo que o seu trabalho talvez valha o valor) nem muito baixos (isto pode denotar baixa qualidade de serviço e resultados não muito bons).

Encontre um equilíbrio entre um valor/hora de acordo com a sua profissão, experiência e conhecimentos, e também com os seus objetivos. Pense nos honorários que você poderia chegar a receber por um tempo limitado, até criar a reputação que você precisa para continuar a carreira freelance.

Bem, se já faz algum tempo que você criou o seu perfil e ainda assim teve poucas oportunidades, ou pelo menos não teve as que você esperava, pode ser que você tenha que repensar algumas questões relacionadas à sua proposta e seu perfil.

Razões pelas quais os clientes escolhem outros profissionais

Os motivos são muito variados. Vejamos alguns, e o que você pode fazer para melhorar os resultados:

1# Concorrência

Hoje em dia, o mundo profissional é muito competitivo e, particularmente, com a tendência em auge do trabalho freelance, o panorama é ainda mais desafiante. Você precisa ser consciente de que existem excelentes profissionais ai fora, e que você deve ser capaz de se destacar do resto para poder ser escolhido.

2# Branding Pessoal

Considere dar um restyling à sua Proposta de Valor e estratégia de posicionamento em geral. Talvez não tenha sido a indicada para apontar ao tipo de clientes que você tem como target. Lembre-se que, para elaborar uma mensagem efetiva você sempre deve ter em conta o receptor. Neste caso, funciona da mesma maneira: define quem são os seus clientes, que tipo de buscas te interessam, e em case a isso constrói o seu posicionamento.

Você já tem experiência como freelancer ou quer começar a carreira freela? Clique aqui para encontrar centenas de projetos! 

3# Proposta de trabalho

A forma com a qual você se apresenta ao seu cliente em potencial será chave para já entrar com o pé direito. Talvez até agora você tenha apelado a propostas de trabalho muito genéricas ou pouco convincentes. Recriá-las de maneira consciente pode ser uma solução. Sempre procure adaptá-la a cada busca e utilize um estilo direto, contundente e persuasivo.

Nosso co-fundador Guillermo Bracciaforte escreveu um artigo sobre a melhor proposta que já recebeu de um freelancer.  Clique aqui para ler!

4# Perfil

E se o que estiver falhando for a informação que você colocou em seu perfil, ou como a apresenta?? É importante que você revise o seu lema, a descrição do seu perfil, e sobretudo que possa transmitir os resultados e habilidades de forma clara. Procure também revisar os trabalhos expostos em seu Portfolio; falarão por si mesmos, por sua qualidade e variedade.

5# Quanto cobrar

Talvez o valor que você está colocando em seu trabalho seja muito acima do que os clientes podem pagar. Considere analisar o mercado, outros perfis, e buscar um valor coerente. Também pode acontecer de muitos clientes não perceberem o por quê de o seu  preço ser mais alto, ainda que esteja bem explicado. Ah! Você pode utilizar a ferramenta Calculadora Freela para descobrir quanto cobrar por hora como freelancer! 🙂 

6# O cliente muda de opinião

Os processos internos das empresas as vezes são surpreendentes. Pode acontecer de o projeto ser cancelado, que o cliente tenha modificado o tipo de perfil que precisa, que a procura por um freelancer seja adiada, entre tantas outras razões. E isto não dependerá de você.

O importante é que você tenha paciência e confiança. Os primeiros passos podem ser mais complicados, mas depois a maquininha começa a girar sozinha. Se o seu trabalho é de qualidade, se você é um profissional comprometido, dedicado e responsável, se tiver claro que valor agregado pode oferecer aos seus clientes e como comunicá-lo, então já tem um bom caminho andado 😉

Para te ajudar nesta trilha, separamos algumas ferramentas muito úteis para os que estão começando a carreira freelance:

  • Calculadora Freela – para descobrir quanto cobrar por hora como freelancer
  • Quanto custa um site – se você é web designer, descubra quanto cobrar por um site!
  • Como criar um app – se sabe programar, você pode descobrir com esta ferramenta quanto cobrar para desenvolver um app sob medida para os seus clientes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *