Os 6 pecados capitais das PMEs no Facebook

Os 6 pecados capitais das PMEs no Facebook

É uma ótima ferramenta para conseguir clientes e aumentar o faturamento. É grátis e fácil de usar. No entanto, a maioria das PMEs não consegue o resultado esperado… porque cometem vários erros de principiante que são fáceis de corrigir.

O Facebook parece um paraíso para as PMEs: é grátis e você pode alcançar milhões de pessoas em poucos minutos. Seu poder é enorme! E o melhor de tudo é que usar essa rede social é muito fácil. Qualquer um pode fazer isso.

O processo que você imaginou para sua empresa deve ter sido assim:

  1. Crio uma Fanpage da minha PME no Facebook.
  2. Começo a publicar imediatamente.
  3. Consigo novos clientes rapidamente.
  4. As vendas crescem de maneira impressionante.
  5. A minha empresa cresce de um dia para o outro.

Se já usou o Facebook é muito provável que as coisas não tenham acontecido exatamente como você esperava. Os posts atingiram poucas pessoas, os clientes e o faturamento também não cresceram muito e você, finalmente, perdeu o interesse nessa ferramenta “mágica”.

Se for este o seu caso, não se desanime. O que está acontecendo com você é algo muito comum nas PMEs de toda América Latina.

Já a  boa notícia é que essa situação pode ser revertida em um piscar de olhos.

O único que você precisa é saber quais são os 6 principais erros cometidas pelas PMEs ao usar o Facebook.

Depois você só precisará corrigi-los… e sua empresa decolará em direção ao que você tanto sonha.

Clique aqui para contratar designers gráficos e web para seus projetos!

Os 6 pecados capitais das PMEs no Facebook

A seguir, vamos revelar quais são os erros mais comuns cometidos pelas PMEs latino-americanas ao usar o Facebook. Preste muita atenção, lê-los com atenção! Conforme for lendo o artigo, tome alguns minutos para analisar o seu negócio. Corrigi-los não é complicado e pode ter um enorme impacto positivo no seu negócio.

1. Não ter objetivos claros

Um dos maiores erros cometidos pelas PMEs é começar a publicar sem ter um objetivo claro, sem definir uma estratégia global que visa aumentar as vendas. O resultado são posts sem nexos, com resultados ruins.

A ideia deve ser clara: antes de agir, você precisa parar para pensar sobre o que quer conseguir com o Facebook. E então, definir qual é a melhor maneira para obter isso.

Os principais objetivos podem ser, por exemplo:

  • Atrair pessoas para uma loja física.
  • Promover um aplicativo, site ou blog.
  • Divulgar detalhes importantes (dias e horário de atendimento, etc).

A primeira coisa que você deve considerar antes de começar a usar o Facebook é determinar para que irá utilizá-lo. Logo em seguida, realizar ações concretas que apoiam esse objetivo.

Suponhamos que você acabou de lançar uma promoção e oferece um produto com desconto de 50% por um tempo determinado. Suas publicações nestes próximos dias devem comunicar esta oferta, contar os detalhes do produto, descrever por que seus clientes precisam dele, etc. Neste caso, seria um erro postar memes ou vídeos familiares.

2. Dar informação escassa

Outro erro comum que as PMEs cometem é subestimar a importância do Facebook. Hoje em dia, ter uma fanpage é tão importante quanto ter um site.

Quando os usuários da Internet procuram um negócio, em muitos casos, eles procuram na rede social antes mesmo de pesquisar no Google. É por isso que é essencial que você leve a sério e preencha todas as informações da sua PME: descrição detalhada, endereço, telefone, site, produtos ou serviços que você oferece.

Pode parecer um detalhe óbvio, no entanto, existem milhares de páginas no Facebook de PMEs que não preenchem  corretamente os seus dados. E por não fazer isso, perdem clientes e oportunidades de vendas.

Neste exemplo, você pode ver como esta empresa de roupas usa o Facebook para fornecer informação sobre seus negócios: quem eles são, o que eles fazem, por que eles fazem e onde encontrá-los.

 

3. Não definir o seu público

Um dos erros mais sérios que as PMEs fazem ao usar o Facebook para negócios é não definir o público que querem atingir.

Se você não segmentar um público-alvo nas redes sociais, no final das contas será como se nunca tivesse conversado com ninguém. Suas mensagens não terão o efeito desejado.

Como definir o público-alvo? É um grupo de pessoas que quer e/ou precisa do que você oferece e, por isso, será mais propenso a comprar nossos produtos ou contratar nossos serviços.

Para definir seu público, você pode considerar algumas características gerais como: idade, sexo, local de residência, interesses, etc.

Ao definir esses parâmetros, já saberá quem você deve procurar para se tornar fã da sua fanpage e receber suas notificações.

Vamos supor que você tenha um negócio exclusivo de roupas infantis. Nesse caso, o seu público-alvo pode ser: mulheres entre 30 e 65 anos (incluindo mães e avós), que vivem em sua cidade e estão interessadas no que é melhor para seus filhos e netos. Com isso em mente, você poderá elaborar mensagens muito mais efetivas.

De acordo com esse exemplo… Seria uma boa ideia fazer uma promoção comemorando o triunfo da equipe de futebol local? Claro que não! Mas, em vez disso, seria muito mais eficaz compartilhar dicas sobre como remover manchas difíceis dos joelhos das calças.

4. Publicar com pouca frequência

Outro pecado muito comum é subestimar a quantidade de tempo que você tem para investir em uma estratégia bem-sucedida no Facebook.

Muitas PMEs pensam, erroneamente, que isso significa apenas criar uma página no Facebook e milhões de fãs começarão a segui-las magicamente, simplesmente porque estão interessados nos produtos ou serviços que oferecem.

Pelo contrário, a realidade mostra que é preciso muito mais do que isso para estabelecer uma presença online efetiva no Facebook.

Quando e quanto publicar? O ideal é ir provando e analisando como o seu público reage. Porque se você publicar demais, vai parecer spam.

O ideal no Facebook é publicar entre 2 a 5 postagens por dia. Se você não tem tempo para publicar algo todos os dias, uma boa opção é usar a função oferecida pela própria rede social para agendar postagens. Desta forma, você pode programar as postagens da semana inteira.

5. Querer vender sempre

A maioria das pequenas e médias empresas costumam publicar apenas mensagens com conteúdo de vendas no Facebook. Por engano, pensam que essa é a forma correta para atrair clientes.

Por que é um erro se parece ser a coisa mais lógica do mundo?

Nunca se esqueça desta regrinha de ouro: as pessoas NÃO usam o Facebook para ver anúncios publicitários. Pelo contrário, elas usam a rede social para se relacionar com outras pessoas e se sentir parte de uma comunidade.

O objetivo de estar nas mídias sociais como empresa deve ser interagir e não apenas publicar promoções e detalhes do último produto que você acaba de lançar. Seus seguidores devem sentir que sua página no Facebook é uma parte importante de suas vidas.

Para conseguir isso, vamos diretamente ao próximo pecado cometido pelos proprietários das PMEs no Facebook…

6. Não oferecer valor agregado nas publicações

Este erro está diretamente relacionado ao anterior. Uma maneira muito boa para fazer com que seus clientes se tornem verdadeiros “fãs” da sua empresa é compartilhar informações valiosas para suas vidas.

Para isso você tem que saber muito bem quem são os seus reais e potenciais clientes. Conhecer quais são os principais assuntos do seu interesse. E em seguida, compartilhar informações relevantes que sirvam e tenha importância para eles.

Por exemplo, na Workana, damos a todas as PMEs da América Latina a possibilidade de contratar profissionais para tarefas específicas. Nos concentramos nas seguintes áreas:

  • Design Web e Gráfico
  • Redação e Tradução
  • Marketing e Vendas
  • Finanças
  • Programação Web e Apps

Graças à modalidade freelance, eles podem economizar muitos custos e diminuir os prazos. Os temas que compartilhamos em nossa fanpage do Facebook estão relacionados ao crescimento comercial, um dos maiores interesses dos nossos usuários.

Contrate os melhores freelancers da América Latina. São mais de 500.000 profissionais independentes disponíveis para trabalhar no que você precisar. Crie o seu projeto agora mesmo!

O objetivo é compartilhar com seu público uma informação com valor agregado, isto é, que lhe sirva e pode ser utilizada. Não se trata de vender, mas de estar presente em suas vidas, fazendo com que veja que você se preocupa com seus clientes e deseja o melhor para eles.

Desta forma, você será levado em consideração no Facebook. Eles lerão suas postagens, comentarão e participarão delas. E, o mais importante de tudo, é que você vai fazer parte das suas vidas. E isso garantirá que confiem e comprem sempre seus produtos ou serviços.

O maior erro que as PMEs cometem no Facebook 

Com o que leu até agora, talvez tenha ficado uma ideia errada que você não deve fazer promoções ou tentar vender no Facebook.

Pelo contrário, deve ser feito sim. É um canal de promoção muito poderoso. Mas não abuse, utilizando-o apenas com este proposito.

Para ser bem sucedido no Facebook com a sua empresa, você deve evitar os 6 pecados capitais que acabamos de descrever. Em paralelo, esta estratégia deve ser complementada por promoções de vendas bem-sucedidas. Nós conhecemos uma maneira de promover as vendas nas redes sociais que nunca falham.

Mas não queremos confundi-lo com tanta informação agora. É melhor esperar um pouco para que você tenha tempo para analisar a página da sua PME no Facebook.

Fique atento a sua caixa de e-mail amanhã, pois revelaremos um método poderoso para impulsionar suas vendas no Facebook… em apenas 30 minutos.

Boas vendas!

Luis Davidovich