Ter um app: Guia prático "1,2,3" para ter um app de sucesso para o seu negócio

Ter um app: Guia prático "1,2,3" para ter um app de sucesso para o seu negócio

Que a tecnologia e a internet têm o poder de mudar o mundo dos negócios não é novidade. Sua empresa está pronta para enfrentar esse universo? Já se adequou à nova realidade de mercado?

Hoje, quem não cria uma boa presença online para atingir seus consumidores em todas as oportunidades possíveis tende a fracassar. Estar na web não é mais um diferencial, é uma obrigação. Ela é a responsável por milhões e milhões em vendas online todos os dias.

        Se sua empresa quer entrar nesse jogo com todas as armas que pode ela precisa ter um aplicativo, o famoso app. Essa é uma das ferramentas de venda mais poderosa e que fica ao alcance da mão e a distância de um clique dos seus clientes.

Quer vender mais e fazer com que o seu negócio cresça sem parar? Então, acompanhe a gente até o final e conheça nosso guia prático 1,2,3 para ter um app de sucesso para o seu negócio. Vamos nessa?

Começando do zero: por que ter um app?

    Antes que você comece a pensar que isso não é para você, é importante saber que:

  • Um bom app está ao alcance de pequenas, médias e grandes empresas, ou seja, é para todos;
  • Não existe ramo específico para ter um aplicativo, com criatividade ele pode ser usado em todas as áreas de atuação;
  • Ter um app é uma forma mais econômica e simples de gerenciar o seu negócio e suas vendas;
  • Um aplicativo reduz consideravelmente os custos com mão de obra, distribuição, logística, aluguel, entre outros.

        Bem, se você ainda não está convencido, os números que vamos te apresentar terminarão de convencê-lo:

  •        De acordo a Forrester, especializada em pesquisas, o E-commerce será responsável por US$ 30,9 bilhões em vendas até 2020, nos seus três principais mercados: Brasil, Argentina e México;
  •        Segundo a Bloomberg Intelligence, nos últimos cinco anos as vendas por E-commerce subiram 7,5% na América Latina. Nos próximos cinco anos, o número deve chegar a 16% ao ano;
  •     Os principais E-commerces da América Latina, como Lojas Americanas, Casino, Walmex e Mercado Livre, têm apps que contribuem de forma significante para suas vendas. Os aplicativos não são exclusividade das grandes empresas e para vendas. Eles podem ser feitos por pequenas e médias empresas e ter diversas funções como a troca de informações e o lazer;
  •        Segundo pesquisa da Avazu, focada no mercado brasileiro, até 2020 o Brasil terá mais de 144 milhões de usuários de internet móvel, representando um terço do total de usuários da América Latina;
  •       Segundo a Avazu, os brasileiros instalam em média 63 aplicativos por dispositivo, principalmente jogos, apps sociais e de ferramentas para facilitar o dia a dia;
  •        Segundo relatório da App Annie de 2016, a App Store da Apple e a Google Play do Android faturaram juntas mais de US$ 35 bilhões com a venda de aplicativos, um aumento de 40% em relação a 2015.

Convencido agora? Então vamos ao que interessa, o guia prático 1,2,3 para que você possa começar a mudar a realidade do seu negócio hoje mesmo!

Guia prático 1,2,3 para ter um aplicativo de sucesso

        A crença de que ter um aplicativo é algo caro e complexo caiu por terra há bastante tempo. Hoje, é muito simples, fácil e econômico encontrar profissionais capacitados para te ajudar nessa tarefa. E detalhe: você não precisa saber programar.

Um profissional especializado ou uma ferramenta online eficaz faz tudo isso pra você. Preço e qualidade hoje em dia andam lado a lado, justamente para facilitar a sua vida e te ajudar a criar seu app.

Graças ao guia prático 1,2,3 que você vai conhecer agora como os donos de pequenos e médios negócios podem ter um app com baixo custo e alto retorno.

1 – Ter um objetivo é o ponto de início

        Nenhum negócio dá certo se não tiver um objetivo e um plano bem elaborado. Para criar um aplicativo de sucesso também, é preciso primeiro estabelecer o seu objetivo. É para aumentar as vendas? Criar relacionamento? Fazer divulgação? É para os clientes ou para os parceiros? Faça um bom planejamento e crie um objetivo que esteja de acordo com a estratégia de vendas da sua empresa.

O maior erro dos pequenos e médios negócios é querer criar o app de qualquer jeito, sem planejar, sem ter um objetivo concreto e sem pensar no retorno desejado.

Um programador freelance pode te ajudar a planejar o passo a passo para o desenvolvimento do seu aplicativo de acordo com os seus objetivos. Clique aqui para encontrar um programador!

O passo 1 está inteiramente ligado à chamada fase pré-operacional, ou seja, a concepção do aplicativo. Seu app precisa ter alguma coisa que atraia o consumidor e que resolva alguma de suas “dores”, então, ao criar seu objetivo leve isso em consideração.

Um exemplo é o aplicativo M8, da startup TechCrunch Disrupt. Ao contrário de apps como o Tinder, que sugerem o encontro entre pessoas que estão próximas, mas sem nenhuma conexão, o M8 vem com uma proposta diferente, unir casais por recomendações de amigos e familiares. É uma forma de ter um objetivo diferente dentro dos aplicativos sociais.

Imagem de Divulgação do App M8
Imagem de Divulgação do App M8

2 – Invista tempo pensando e fazendo um esboço do app

        Depois de definido o objetivo e criado o diferencial, está na hora de analisar a usabilidade. A palavra pode parecer difícil, mas o conceito é bem simples. Isso quer dizer que você precisa se colocar no lugar do usuário e pensar em toda a estrutura do aplicativo.

Como serão suas telas? Terá login? Área de compras? Carrinho? Textos? Você precisa tornar tudo fluído e simples para não assustar o seu consumidor.

Alguns itens com os quais você deve se preocupar nessa etapa:

  • A aparência do app. O visual do seu aplicativo passa uma mensagem sobre a sua empresa para o consumidor;
  • Não crie telas demais, faça apenas o necessário para atingir o seu objetivo. Quanto mais simples, prático e bonito, melhor o resultado; Clique aqui e crie um projeto para encontrar o freelancer ideal para desenvolver o design do seu app!
  • Pense em como funcionará cada tela e como será o visual delas, se for necessário faça mais de um esboço para ter a certeza de como quer seguir. Lembre-se de se colocar no lugar do usuário;
  • Tenha uma área de dúvidas frequentes, de contato e com as políticas de privacidade do app. Muitos erram ao negligenciar essas abas e elas são fundamentais, já que os clientes estão cada vez mais exigentes e preocupados com a transparência de informações.

O Mercado Livre, por exemplo, fez isso e ajustou o layout do seu aplicativo de forma a torná-lo atrativo para o público mobile, sendo bem diferente do seu site tradicional.

Imagem de Divulgação do Mercado Livre

Imagem de Divulgação do Mercado Livre

3 – Use um site gratuito para programar o app ou contrate um programador

        Se você acha que conseguirá fazer tudo sozinho está na hora de mudar essa visão. Não tente se embrenhar no mundo da programação se você não tem conhecimento para isso.

Hoje existem no mercado muitos sites específicos para a criação de aplicativos, como o Mobincube e o Octopusapps. Os dois funcionam de maneira muito parecida. Através de um cadastro você tem acesso a uma área de edição onde a programação é feita automaticamente de acordo com a criação e as definições que você fizer no sistema de edição. Ao finalizar a concepção do app você já poderá publicá-lo e começar a inserir conteúdos nele.

        Se você não quiser fazer tudo sozinho ou precisar de um profissional para criar um projeto mais elaborado, a Workana possui programadores especializados em apps que poderão te ajudar. Hoje, é fácil fazer a contratação desses freelancers e com baixo custo. Neste caso, o fundamental será passar para o contratado todas as informações cruciais do seu aplicativo e fazer um bom briefing com seu objetivo, esboço, diferencial e telas que quer usar. Só com isso ele poderá criar um app de qualidade e como você idealizou.

Clique aqui e encontre vários programadores freelance que estão esperando uma oportunidade para te ajudar a desenvolver o seu app mobile! 🙂 

Imagem de Divulgação do App Mobinclube - Ter um app
Imagem de Divulgação do Mobincube

Benefícios de ter um app para a sua marca

Agora que você já sabe como aplicar o guia prático 1,2,3, está na hora de ter acesso aos principais benefícios que ter um aplicativo vão trazer para a sua empresa. Preparado para começar?

  • Alta taxa de crescimento:

Ao ter um app você vê o seu negócio decolar. Como vimos, a internet está inserida na vida das pessoas e isso não tem mais volta. A tendência é as pessoas passarem cada vez mais tempo online e comprando pela internet. Ter um app aumenta seu faturamento e ajuda sua empresa a crescer.

  • Divulgação em tempo real:

Pelo seu aplicativo você conseguirá enviar notificações com promoções, lançamentos, eventos, serviços novos e ofertas em tempo real para os seus clientes. Além de ser um canal de vendas, ele se torna um canal de Marketing para engajar clientes e reforçar sua marca e suas ações.

  • Atendimento mais próximo do cliente e humanizado:

Com consumidores cada vez mais exigentes ter um bom atendimento e um rápido retorno para dúvidas e reclamações é crucial para a existência de um negócio. O app é mais um reforço nesse tipo de situação, pois por ele você consegue estar cada vez mais próximo do seu cliente e criar um relacionamento duradouro e de confiança com ele.

E para humanizar ainda mais o atendimento ao cliente da sua empresa, conte com freelancers especializados em Suporte ao Cliente! Não Workana temos centenas de profissionais que desejam trabalhar em seu projeto 🙂

  • Diferencial competitivo:

Se você conseguir criar um app com um diferencial e que atinja em cheio as necessidades e o coração dos seus clientes terá em suas mãos um diferencial competitivo muito poderoso. A concorrência ficará para traz e os clientes entenderão que você quer estar perto deles, resolvendo seus problemas e conectado para ajudá-los.

Não esqueça que para usufruir de todos esses benefícios e para ter um bom aplicativo é preciso usar o guia prático 1,2,3 e ter bons profissionais para te auxiliar.

Contrate com os melhores freelancers do mercado na Workana, planeje-se e saia por aí fazendo bons negócios!