Os 5 erros mais comuns de um negócio no Facebook e como corrigi-los hoje

Os 5 erros mais comuns de um negócio no Facebook e como corrigi-los hoje

Esta rede social é uma ferramenta muito fácil de usar para alcançar mais clientes e aumentar as vendas. Porém, muitas pessoas cometem erros “bobos” que prejudicam os resultados.

É muito fácil detectar estes erros que abordaremos neste artigo. E eles podem ser corrigidos de forma simples, permitindo que você veja os resultados rapidamente. Isso é justamente o melhor do Facebook: é tudo de imediato nesta rede social.

Se você fizer as coisas bem, poderá alcançar muitos clientes mais, retomar as vendas em poucos dias e duplicar o faturamento do mês.

A seguir, te explicaremos quais são estes 5 erros tão comuns e como você pode corrigi-los.

Os 5 pecados capitais de um negócio no Facebook… e como corrigi-los hoje

1. Ter uma fanpage de aspecto amador (pouco profissional)

Um dos principais erros que os negócios e os empreendedores cometem é subestimar a importância do Facebook.

Uma fanpage numa rede social tem o mesmo peso de um site.  Quando os internautas procuram um negócio na internet, muitas vezes, procuram primeiro na rede social, antes mesmo do Google.

Por isso, é fundamental encará-la com seriedade e completar toda a informação da sua PME: descrição detalhada, endereço, telefone, etc. Desta forma, os usuários saberão o que você vende, como entrar em contato e como chegar ao seu negócio.

Outro aspecto a ser considerado são as imagens utilizadas. Tanto seu logo, sua foto de perfil e as imagens das suas publicações devem ter um bom design e não parecer caseiras ou amadoras.

Se você não sabe usar programas de design, não precisa se preocupar. Você pode contratar um designer freelance na Workana para realizar este trabalho. Não é caro, é rápido e será excelente para a imagem do seu negócio.

Clicando aqui, você poderá saber mais sobre a Workana e procurar um designer freelance. O processo é muito fácil: você explica o que está precisando e, em poucos minutos, diversos designers entrarão em contato para mostrar seus trabalhos e passar orçamentos.

2. Não ter objetivos claros

Outro dos erros graves que os negócios cometem no Facebook e que pode ser solucionado facilmente é começar a realizar publicações sem objetivos claros. A consequência costuma ser posts incoerentes ou desconexos, que trazem pouco ou nada de resultados.

Os objetivos do seu negócio podem ser, por exemplo:

  • Atrair pessoas à loja física.
  • Promover seu site.
  • Dar a conhecer novos produtos ou serviços.

Suponhamos que você acaba de lançar uma promoção e está oferecendo um produto com 50% de desconto por tempo limitado. Durantes esses dias, as suas publicações deverão informar sobre esta oferta, contar os detalhes do produto, descrever por que seus clientes precisam dele, etc. Neste caso, fazer posts com memes ou vídeos para a família seria um erro… bem simples de evitar.

3. Não definir bem seu público-alvo

Nas redes sociais, se você não fala com um target ou com um público determinado, acaba sendo como se não tivesse falado com ninguém. Suas mensagens não causam impacto e ninguém lê seu conteúdo.

Como definir seu público-alvo? Basicamente, são as pessoas que você quer transformar e fidelizar como seus clientes.

Vamos imaginar que você tem um negócio que vende roupas infanto-juvenil. Neste caso, seu público-alvo poderia ser mulheres entre 30 e 65 anos (para englobar mães e avós), que vivem em sua região e estão interessadas no melhor para seus filhos e netos.

Tendo claro seu público, as mensagens que você compartilhar ou solicitar ao seu community manager estarão muito melhor dirigidas e causarão maior impacto.

4. Publicar com pouca frequência

Outro erro muito comum que pode ser solucionado imediatamente é dedicar pouco tempo ao Facebook.

Muitos donos de negócios e empreendedores pensam que basta criar uma fanpage para conseguir milhões de fãs magicamente. Porém, é preciso muito mais do que isso para marcar presença no Facebook.  

Quando e quanto publicar? O ideal é fazer de 2 a 5 posts por dia.

Se você não tem tempo para publicar com tanta frequência, porque precisa se dedicar a outros aspectos do seu negócio, uma boa solução é contratar um community manager que fique responsável por administrar sua fanpage.  

E novamente, a forma mais rentável de encarar tudo isso é contratar um community manager freelance que trabalhe por um número determinado de posts ou por hora.

Um negócio pequeno ou que está apenas começando necessita marcar muita presença nas redes sociais, pois elas são uma forma grátis ou de baixo investimento para chegar a muitas pessoas. Ao invés de contratar um profissional fixo que assuma este papel (com todos os gastos e burocracias que isso acarreta), será mais conveniente buscar um freelance.

Na Workana, você encontrará um community manager freelance que te cobre um preço adequado às tarefas requeridas e ao seu orçamento disponível. Clicando aqui, você pode conhecer mais sobre a Workana e como contratar um freelancer para te ajudar a fazer seu negócio crescer.

5. Não contratar um community manager profissional

Muitas empresas, negócios e empreendedores subestimam a importância do Facebook. Por isso, terminam solicitando estas tarefas a qualquer colaborador que se interesse ou goste de usar as redes sociais.

Se você contrata um contador para administrar suas contas, então, por que não contratar um profissional capacitado para se encarregar das suas redes sociais?

Este é o erro mais comum e o que gera as piores consequências para um negócio. Mas também é o mais rápido de solucionar.

Assim como se faz normalmente com um contador, não é necessário manter um community manager de jornada completa à disposição do seu negócio.

Como te comentamos anteriormente, contratar um freelance é a sua melhor opção para economizar muitos custos e acelerar os tempos.

Na Workana, você pode encontrar milhares de community managers freelance. Clique aqui para publicar um projeto explicando o que você precisa e qual é o seu orçamento disponível. Rapidamente, os freelancers se apresentarão, mostrarão seus portfólios e mandarão suas propostas.

Toda essa parte do processo é 100% gratuita. Você pode se comunicar com os freelancers e avaliar suas propostas. E então, bastará escolher aquela que mais te convêm. O community manager freelance realizará o trabalho pelo preço que vocês combinaram anteriormente, e você só pagará quando estiver satisfeito com o resultado.

Se você está cometendo algum destes erros, esperamos que os corrija rapidamente para ajudar seu negócio a decolar e vê-lo crescer como você sempre desejou.

 

Abraços,

Luis

P.S.: Você poderá criar um projeto na Workana para buscar um community manager clicando aqui (É GRÁTIS!). Deixamos uma imagem de como se usa a plataforma para que você possa ganhar tempo ao acessá-la.

facebook

(Clique sobre a imagem para criar seu projeto na Workana grátis).