Navegar é preciso

Navegar é preciso

Eu sou Carla Larrossa, me tornei freelancer porque o mercado de trabalho me fechou as portas após a maternidade. E essa foi a melhor coisa que me aconteceu.

Eu tinha um trabalho que adorava e ganhava bem. E foi assim até descobrir que estava grávida, na mesma semana em que seria oficializada minha contratação. Bom, eu poderia ter omitido, mas preferi contar a novidade acreditando que isso não seria um problema… Falar a verdade causou a minha demissão. Além disso, o empregador sugeriu que eu abortasse para poder continuar trabalhando. Mas não vou entrar nessa problemática.

O tempo foi passando e minha filha crescendo lindamente. Tentei voltar ao mercado de trabalho, mas as portas se fecharam. Eu já não era vista como profissional, apenas como mãe, e a prioridade era a minha filha.

Workana

E não é novidade que muitas mulheres são demitidas após a licença maternidade, se você é mãe sabe que corre esse risco.

Como não sei ficar sem trabalhar, dediquei-me a ajudar o meu marido, trabalhando com ele vendendo veículos através da internet, (eu era freelancer e não sabia) realizando a prospecção de clientes e atendimento via chat em nossa página no Facebook. Embora fosse o suficiente financeiramente falando, eu não me sentia a vontade de trabalhar assim. Nunca curti a ideia de ficar a sombra de alguém ou depender financeiramente de outra pessoa.

Porém, o fato de “navegar na internet” e estar conectada em uma rede social me possibilitou reencontrar pessoas, entre elas a Cristine. Esse reencontro rendeu longas conversas, desabafos e troca de figurinhas já que somos mães e dividimos as mesmas ideias sobre a mulher ter o seu trabalho, independente do marido, já que toda mulher tem que conquistar o seu espaço e a sua independência financeira.

Workana

Foi quando a Cris (Cristine Ribeiro) me falou do seu trabalho através da Workana e sobre como era possível trabalhar como freelancer, que os ganhos eram reais e que muita gente já estava trabalhando em casa e ganhando o mesmo, ou até mais, que as pessoas que trabalham fora. Resumindo, ela me apresentou, oficialmente, ao mundo do trabalho remoto. E mesmo não acreditando nessa possibilidade, eu criei o meu cadastro para conhecer a plataforma.

Como todo iniciante desconfiado, eu cometi pequenos erros, não entendia como funcionava a contratação. Mas, mesmo assim confiei na Workana e me aventurei. Como no curso de Magistério eu trabalhei muito com elaboração e interpretação de textos, resolvi tentar a sorte como redatora. Após alguns dias comecei a enviar as minhas primeiras propostas. E para minha surpresa, algumas delas foram aceitas em seguida. Em cada projeto eu aproveitava para aplicar as técnicas de SEO, me organizava e cumpria os prazos, e isso resultava em clientes satisfeitos. Após dois meses eu já estava me dedicando 100% ao trabalho remoto, como redatora, ganhando vários projetos.

Workana

Mas como devemos estar sempre com um olho no peixe e outro no gato, fui fazer uma busca para lançar novas propostas quando vi um projeto -Workana Procura-, buscando um profissional para trabalhar no atendimento ao cliente da Workana. Então, além de trabalhar com a produção de conteúdos, já faço parte da equipe Workana há um ano, trabalhando na Área de Atenção ao Cliente como Gerente de Contas. Divido o meu tempo entre o trabalho, a família e o lazer. Acompanho o crescimento da minha filha com tranquilidade, proporcionando a ela todos aqueles mimos que mãe ama fazer.

E os meus benefícios não se resumem só em mimar a minha filha. Depois que comecei a trabalhar como freelancer eu pude, finalmente, realizar um sonho: viajar e conhecer o Fuerte de San Miguel.

Workana

Com o meu trabalho, eu pago 50% das contas da minha casa, escola, e nós também trocamos de carro. Pude ir a shows e ao teatro.

Workana

O trabalho remoto está ganhando cada vez mais espaço, enquanto o mercado de trabalho fecha portas e o índice de desemprego está chegando a diversos lares. Navegar é preciso e é uma ótima fonte de renda. Foi através da internet, do trabalho como freelancer na Workana, que eu venci e superei o desemprego, recuperei a minha auto estima e conquistei a minha independência financeira.

Workana

Carla Larrossa – Atenção ao Cliente, Workana

Freelancer: Muitos clientes estão te procurando! Ver projetos publicados.

Publique o seu projeto e trabalhe com os melhores freelancers

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *