Como a Workana garante o pagamento: conheça mais sobre o "escrow"

pagoengarantia_PT_BRsemslogan

Se você já está imerso no mundo da Workana, você já sabe que trabalhamos com projetos por hora ou por preço fixo. Em contratos de preço fixo, o freelancer e o cliente podem acordar condições comerciais que serão a base para orientar o acordo entre os dois. Este será o primeiro passo para que, em seguida, a Workana possa garantir o pagamento através do Sistema de Escrow.

O que é o escrow?

Vamos primeiro entender o que é o escrow: basicamente, e a nível geral, é um depósito de segurança no qual há três partes: A (comprador), B (vendedor) e C (agente de retenção). No escrow, o “comprador” dá o valor a ser garantido ao agente de retenção, que mantém em sua posse até que certas exigências tenham sido atendidas. Apenas depois de cumpridas essas condições, o “agente” transfere o dinheiro para o “vendedor”.

Em um contrato de preço fixo, como usamos na Workana, uma forma prática de garantir o pagamento é através deste Sistema de Escrow. É a maneira mais conveniente de ser justo com ambos os lados. É o método ideal para manter o controle dos pagamentos e realizá-los apenas se as partes tiverem concordado com o resultado. E é o sistema que escolhemos usar para gerenciar as transações e pagamentos seguros, sem considerar outros parâmetros, como horas trabalhadas, disponibilidade do freelancer ou o tempo gasto no projeto.

Como funciona?

Para compreender melhor a dinâmica desse sistema, veja como acontece no caso da Workana: A é o cliente (“Comprador de Serviços”), B é o Freelancer (“Vendedor de Serviços”) e C é a Workana (“agente de retenção”). Na hora de começarem juntos um projeto, cliente e freelancer definem as condições, expectativas, obrigações e compromissos de ambos. A Workana estará observando o processo e acompanhando de perto para, então, atuar como “intermediária”.

Este sistema é super benéfico para o freelancer e o cliente: depois de encerrado o contrato e chegado o momento do pagamento, a Workana apenas liberará o valor garantido se todas as condições pré-estabelecidas tiverem sido cumpridas. O freelancer pode ter a certeza de que, se realizou seu trabalho de acordo com o combinado, certamente receberá seu pagamento. Ao mesmo tempo, o cliente também tem a garantia de que, se o trabalho não for realizado como acordado inicialmente, o dinheiro não será liberado.

No entanto, pode haver casos em que haja diferenças de opinião sobre o que foi (ou não) realizado, de quem é a culpa e quem cumpriu (ou não) com o acordo. Nesses casos, a Workana atua como mediadora/juíza e tomará a decisão final, com base nas comunicações realizadas entre o cliente e o freelancer através da plataforma.

Na Workana, acreditamos que é fundamental poder garantir o pagamento para as duas partes, dando ao cliente e ao freelancer a tranquilidade e a segurança de que a transação será feita de forma neutra, confiável e com base no que foi acordado.

Para saber mais sobre este sistema, não deixe de visitar a nossa Central de Ajuda.

Post original: Jesica Mraz
Tradução e adaptação: Analuísa Bessa
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *