Novidades do mercado freelance: 1º bimestre de 2014

Neste artigo, um breve resumo das últimas notícias sobre o mercado freelance e o que se pode esperar para o ano de 2014 nesta modalidade de trabalho.

Diversificação aumenta chances de conseguir trabalhos

Muitos profissionais saem de sua zona de conforto e escolhem áreas de especialização, achando que o destaque em um determinado nicho de seu campo de conhecimento pode aumentar seu reconhecimento e suas chances de contratação. No entanto, como já questionamos anteriormente, a Haas School of Business, da Universidade da Califórnia, conduziu um estudo que provou que o caminho oposto é que pode abrir portas para você.

Segundo o autor do estudo, o aumento de contratações freelance e temporárias está levando as empresas a adotarem cada vez mais a mão-de-obra virtual para habilidades específicas, aceitando acordos de trabalho flexíveis. Ming Leung também percebeu que os freelancers, atualmente, se tornaram uma força de trabalho altamente habilidosa, o que só torna essa modalidade de trabalho ainda mais atraente.

Foto: Paul Conrath
Foto: Paul Conrath

O estudo revelou que freelancers que se dedicam a projetos nos quais desempenham papéis semelhantes, mas diferentes, eram contratados mais frequentemente, mostrando uma preferência clara dos clientes por profissionais de habilidades diversificadas.

Outra informação interessante que o estudo revelou é que essa diversidade também ajuda a compensar pelo fato de que os contratantes nem sempre conseguem conhecer os profissionais que estão contratando pessoalmente.

Se você, então, é desses profissionais que “jogam nas onze”, você só tem a ganhar: ao contrário dos estudos antigos, que indicavam a especialização como melhor opção para a carreira, as pesquisas de hoje revelam que diversificar seu portfólio trará mais sucesso profissional. Invista em projetos que explorem diferentes habilidades dentro de um mesmo campo de conhecimento. Isso mostrará sua flexibilidade – e jogo de cintura, hoje em dia, é uma característica altamente valorizada no mercado também.

As 100 empresas que adotarão o trabalho remoto em 2014

A Forbes publicou uma lista das 100 empresas que já estão atualmente procurando e contratando talentos em modalidades flexíveis. Uma análise da base de dados de uma plataforma de trabalho remoto resultou na lista, que indica as 100 empresas que mais provavelmente adotarão o trabalho remoto como forma de contratação em 2014.

Dentre elas, se destacam grandes corporações, como a Xerox, American Express, Dell, Apple, IBM, Adobe, GE, Symantec, Microsoft, Hartford, PricewaterhouseCoopers, Sodexo, Mozilla, Pearson, Novartis, Unisys, AIG e Nielsen.

Quando grandes nomes de indústrias conhecidas tradicionalmente pelo trabalho presencial e pela contratação CLT começam a contemplar formas mais flexíveis de trabalho, é sinal de que uma revolução está prestes a acontecer e a tendência é que empresas de igual e menor porte sigam pelo mesmo caminho, o que significa uma maior oferta de trabalho para profissionais freelancers no mundo todo.

Estamos vivendo um ótimo momento para ser e contratar profissionais freelancer. Então, aproveitemos essa fase buscando consolidar nossas relações profissionais, estruturando cartelas de clientes fidelizados e equipes de talentos remotos de confiança. E vocês podem contar a Workana em todos os passos desse caminho.

Trabalho freelance permite buscar realização pessoal

Para fechar esse artigo de novidades da forma mais positiva e motivacional possível, trazemos um caso de uma profissional que abandonou o cubículo onde trabalhava e optou por trabalhar remotamente, para aproveitar seu tempo livre conhecendo o mundo e vivendo a vida da melhor maneira possível.

Já imaginou trabalhar num cenário desses? Essa é a realidade da Nina, que só foi possível por conta da sua carreira freelance. Foto: blog da Nina, "Where in the World is Nina"
Já imaginou trabalhar num cenário desses? Essa é a realidade da Nina, que só foi possível por conta da sua carreira freelance.
Foto: “Where in the World is Nina”

Nina Ragusa, em 2011, trabalhava em três empregos, cheia de restrições de horários e em locais de trabalho minúsculos e que em nada incentivavam sua produtividade. Com essas condições de trabalho, Nina conta: “Quando eu estava em casa, estava estressada, sobrecarregada e não tinha o luxo de viver e aproveitar a vida real e verdadeiramente como eu gostaria”.

Com o crescimento da modalidade freelance de trabalho, Nina encontrou na carreira freelance uma forma de ganhar dinheiro, conseguir pagar suas contas e, ainda assim, passar cada um de seus momentos livres em locais incríveis. A vida freelance deu a ela a liberdade de que ela precisava para buscar realização profissional e pessoal também, conquistas que nem sempre andam juntas.

Nina começou sua carreira freelance dando aulas de inglês em uma escola na Tailândia. Hoje, suas aulas acontecem em salas virtuais, onde quer que ela esteja no mundo. Além disso, seu blog pessoal, Where in the World is Nina, abriu as portas para trabalhar, também, como blogueira freelance.

Agora é a sua vez de aproveitar a dica da Nina para buscar sua própria realização pessoal através de uma carreira livre: 

“Pare de falar e comece a praticar. A vida não consiste apenas de ficar atrás de uma mesa por 40 horas ou mais na semana, enquanto você conta centavos para pagar suas contas. Há muitas habilidades que você pode usar para trabalhar e viajar pelo mundo”.

Imagine-se com o laptop debaixo do braço, podendo trabalhar em qualquer lugar do mundo. Para onde você gostaria de ir?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *