O Poder das Mídias Sociais para a sua empresa

Você, como todo dono de negócio, deve ter como objetivo o aumento dos lucros da sua empresa. Naturalmente, todo sucesso pode ser ainda maior. Não existe limite para o sucesso – e nem para o negócio bem-sucedido.

Agora, responde para mim: através de que mídia você consegue atingir, com baixos custos, mais de 1 bilhão de pessoas, incluindo aquelas que você quer – e precisa – atingir especificamente, evitando a dispersão da atenção e podendo usar recursos como fotos, textos, sons, vídeos e a interação de outras pessoas para aumentar a atratividade do seu conteúdo?

Bem, se você não respondeu “mídias sociais”, você definitivamente precisa ler esse artigo.

Se você está começando um negócio, saiba que você consegue, pegando o Facebook como exemplo, de 1.000 a 10.000 likes (ou “opções Curtir”) em poucos dias, dependendo dos recursos de que você dispõe para investir em publicidade – e do profissional que está cuidando da gestão da sua página no Facebook, é claro.

Por outro lado, se você acha que seu alcance “já está bom”, que você “já tem sucesso suficiente” (embora eu não ache que exista um empreendedor de sucesso que se permitiria pensar assim, mas quem sabe esse cara é você?), vou dar um excelente motivo para você abrir sua mente e começar a investir em mídias sociais: sabe a pessoa que tem o maior dom de conseguir atenção? O cliente insatisfeito. Hoje em dia, com sites como o Reclame Aqui, um consumidor insatisfeito consegue, com relativa rapidez, acabar com a reputação de uma empresa bem-sucedida. E, como já dizia a banda Stereophonics em sua música A Thousand Trees, você precisa de uma árvore para fazer mil palitos de fósforo, mas com apenas 1 fósforo você queima mil árvores. Moral da história: mais valem R$500 gastos para conseguir 2.000 likes a mais no Facebook do que o dinheirão que você vai precisar gastar em gestão de crises para se recuperar do estrago de uma reclamaçãozinha.

Tempo ERA dinheiro

Eu e minha mania de criar frases de efeito. Mas não posso fazer nada se minha teoria é verdade: antigamente, tempo era dinheiro. Hoje, o que vale mais é o alcance que sua marca tem nas mídias sociais. O tempo, então, já se torna irrelevante, visto que você pode conseguir 10.000 likes em 1 dia ou 1 ano, dependendo das suas habilidades e do seu orçamento. Dessa forma, pode-se dizer que dinheiro é tempo (o tempo que você poupa em conseguir o alcance de que você precisa para garantir o sucesso da sua marca) e likes são dinheiro (visto que, quanto mais likes, mais fãs da sua marca).

Embora nem todo mundo saiba, as mídias sociais não servem apenas para botar “sua cara” na internet e ficar observando o que acontece. Há muitos benefícios que você pode ganhar se souber usar um perfil numa rede social a seu favor. Aqui vão alguns:

  • Valorização da sua marca: Sim, “botar sua cara na internet” é importante. Tendo presença no mundo virtual, você consegue comunicar para o público (sejam consumidores, sejam clientes em potencial) os valores da sua marca, os benefícios do seu produto, os diferenciais do seu negócio, o que quer que possa valorizar o nome da sua empresa e, a longo prazo (às vezes, curto), aumentar seus lucros.
  • Aumento nas vendas: as redes sociais não servem apenas pra blábláblá. Você pode vender o seu produto através da sua página no Facebook, por exemplo, usando aplicativos de e-commerce. Dessa forma, você não precisa direcionar o seu consumidor do Facebook para o site. E isso é importante por quê? O internauta, muitas vezes, busca agilidade. É preferível comprar um produto no Facebook, clicando em um botão e digitando suas informações de pagamento, do que ter que clicar em um link no post do Facebook, ser direcionado para o site da empresa, fazer um cadastro (normalmente, para comprar o cliente precisa ter um cadastro), procurar o produto lá novamente e, por fim, clicar no botão e digitar suas informações de pagamento. Por mais que esse “ciclo” seja o mais curto possível no site da sua empresa, poder comprar diretamente pela rede social naturalmente é mais rápido ainda. Logo, você tem mais um canal para vender o seu produto/serviço e a rapidez desse canal garantirá a compra daqueles clientes mais… “preguiçosos”.
  • Atendimento ao cliente: os perfis em mídias sociais acabam, mesmo sem querer, virando canais de atendimento. Afinal, o cliente que segue você no Twitter, por exemplo, pode acabar respondendo a um tweet seu com algum tipo de reclamação ou elogio. Se for um elogio, ótimo: o cliente acabou de comunicar a toda a lista de amigos dele (e seus) naquela rede social o quanto o seu negócio é maravilhoso. E, se for uma reclamação, ótimo também: porque você tem a chance de responder rapidamente, antes que a reclamação seja compartilhada milhares de vezes e a magnitude daquele pequeno tweet gere uma crise enorme para sua empresa. Quem sabe, se você responder com criatividade suficiente, você possa ainda lucrar com isso – e fidelizar aquele cara que inicialmente botou a boca no trombone (exemplo? O mau atendimento do Spoleto virou motivo de chacota no canal do Porta dos Fundos no YouTube. A empresa usou a oportunidade para transformar o canal em publicidade e ainda fidelizou alguns clientes de quebra).

Entendeu direitinho como as mídias sociais podem ser lucrativas para você? Então, corra pra Workana e procure um profissional para ajudar o seu negócio a aproveitar ao máximo todos esses benefícios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *