Workana na TNW Conference LatAm 2013

Este ano, voltamos a participar do evento The Next Web Conference em São Paulo. No ano passado, tivemos a honra de estar entre as 20 startups selecionadas para o Startup Rally e fomos escolhidos pelos juízes como ganhadores. Desde então até agora, crescemos muito, como conta Martin Bryant nesse artigo.

A verdade é que estamos viajando cada vez mais ao Brasil, devido ao crescimento importante que tivemos neste país. Estivemos no mês passado na Conferência Crowdsourcing, onde Tomás participou como palestrante. Aproveitamos as duas oportunidades para nos encontrar com clientes, parceiros em potencial e empreendedores.

Particularmente, o evento de TNW tem vários pontos que o diferenciam de outros no ambiente de startups. Principalmente, no nível de networking e qualidade de palestrantes. Das palestras a que pudemos assistir, me agradou especialmente a de Juan Pablo Capello sobre como emplacar a Web 2.0 na América Latina. Juan Pablo escreveu um post a respeito há algumas semanas, caso você se interesse (em inglês). A conversa foi disruptiva, mas importante para que nós, que estamos nesta indústria, pensamos como agregar verdadeiro valor na América Latina.

Conversamos com o fundador do Duolingo, Louis von Ahn, depois de sua palestra
Conversamos com o fundador do Duolingo, Louis von Ahn, depois de sua palestra

Outra palestra muito interessante foi a do fundador do Duolingo e criados do CAPTCHA e RECAPTCHA (para os que não sabem, são aqueles textinhos que temos que digitar em sites para saber que somos humanos), Louis von Ahn (Wikipedia). Principalmente, porque nos fez pensar de forma diferente na hora de resolver problemas. Ele busca ações que as pessoas já realizam (como preencher CAPTCHAS) e pensa como aproveitá-las para gerar algo útil (ou comercial :)). No Duolingo, ensinam inglês a milhões de pessoas gratuitamente e usam parte de seu tempo para traduzir textos para outros idiomas, textos que logo são vendidos – todos saem ganhando.

O evento tem uma seção chamada “Startup Battle”, na qual a Workana foi vitoriosa há exatamente um ano. Este ano, foram companhias super interessantes. Por exemplo, o que estão tentando fazer os meninos da Carrot, uma empresa de compartilhamento de carros lançada na Cidade do Méximo há um ano. Foi excelente o pitch de sua fundadora, Jimena Pardo: nos deixou com vontade de ter o serviço em Buenos Aires :). Também gostamos da Monolibre, uma empresa que busca nos ensinar a pronunciar melhor o inglês com um modelo parecido ao Duolingo.

Por último, grande parte do evento ocorreu fora do salão de conferências. Nesta ocasião, tivemos a oportunidade de conhecer diferentes empreendedores, com os quais pudemos trocar muitas ideias. Entre eles, os meninos do Genwords, que, além de clientes da Workana, criam conteúdo para clientes importantes da América Latina e do mundo todo. Estão fazendo muito sucesso no Brasil e temos desafios similares em comum.

Então, até a próxima viagem! Agora, vamos descansar e repor as energias durante o fim de semana 🙂

Texto original: Guillermo Bracciaforte

Tradução e Adaptação: Analuísa Bessa
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *