Aumentando a eficiência de seu negócio em 4 passos

Gerenciar um negócio próprio é uma atividade interessante, estimulante e cheia de desafios. Por outro lado, ter um negócio também pode ser estressante. Muito estressante.

Levar um empreendimento ou empresa própria adiante traz consigo um grande número de ângulos e fatores, mas vamos nos concentrar, no momento, em apenas um: todas as atividades que deverão ser realizadas e os recursos humanos necessários para conduzí-las.

Ao trabalhar em um negócio próprio, antes de mais nada devemos nos concentrar nas tarefas relacionadas ao negócio em si: fabricar máquinas de lavar roupa, vender lâmpadas, tirar fotos… O que quer que nossa empresa faça. No entanto, será certamente necessário cobrir vários temas, periféricos mas essenciais para o negócio:

eficiência

  • Administração e contabilidade. Organizar as finanças, contas, pagamentos a fornecedores e empregados, arquivar registros.
  • Imagem. Logo, papelaria, site, cartões de visita, página do Facebook.
  • Vendas. Tratar com clientes em potencial, saber como oferecer a eles o produto, entender como trazer mais clientes para a empresa.
  • Atenção ao cliente. Resolver dúvidas e problemas, fidelizar clientes.

Muitas dessas atividades podem ser delegadas, já que uma pessoa apenas não conseguirá se encarregar de todas elas. É aí que entra em jogo um fator muito interessante: o trabalho freelance.

O que o trabalho freelance tem a ver com a eficiência de um negócio?

Tudo. Poder delegar tarefas a outras pessoas de grande talento, sabendo que são profissionais totalmente qualificados para essa atividade é uma excelente forma de gerar resultados incríveis sem pagar mais ou perder tempo.

Vejamos um exemplo concreto: supondo que, para nosso negócio, seja crucial enviar uma newsletter mensal para os clientes. Para isso, poderíamos contratar alguém altamente qualificado e incluí-lo na equipe. Com certeza, essa pessoa fará um excelente trabalho – mas vale a pena pagar um fixo mensal, um espaço de trabalho e um computador para alguém que só vai enviar uma newsletter uma vez ao mês? Obviamente, se contratarmos alguém nesse contexto, também pediremos que faça outras coisas, mas a princípio estamos nos concentrando no envio de uma newsletter.

Outra opção seria, em vez de contratar uma pessoa nova, encarregar alguém que já seja da empresa da tarefa de enviar a newsletter. Pode ser o contador, o advogado ou nós mesmos. Nesse caso, o problema é que essa pessoa não tem as qualificações necessárias para fazer esse trabalho específico, pelo qual terá que aprender sobre temas como redação, design gráfico, programação em HTML, gerenciamento de ferramentas de e-mail marketing… Aprender tudo isso, sem dúvida, levará tempo. E tempo é dinheiro.

Em vez disso, uma solução eficiente para essa necessidade é contratar um freelancer. Dessa forma, pagaremos apenas pela criação e envio da newsletter a alguém que já tem os conhecimentos necessários para cuidar disso. Um dia, queremos enviar a newsletter. No dia seguinte, ela já terá sido criada. Simples assim. Nada de processos de seleção, inversão de infraestrutura ou ler cinco manuais de marketing digital e programação “para leigos”. O negócio obtém aquilo de que precisa e os custos, tanto em dinheiro quanto em tempo, foram apropriados.

Conquiste eficiência com o trabalho freelancer em 4 passos:

Passo 1. Anote aquelas tarefas desenvolvidas internamente, mas que são tediosas ou que consomem tempo demais dos funcionários. Anote também as atividades de grande importância que atualmente não estão sendo realizadas. Exemplos dessas tarefas podem ser:

  • Manter atualizada a Página do Facebook ou a conta do Twitter
  • Comparar os registros de pagamentos a fornecedores com as contas e recibos guardados.
  • Fazer uma apresentação com os produtos e pontos fortes da empresa.

Passo 2. Escolher uma das tarefas anotadas e publicar um projeto na Workana (conte com nossos conselhos para publicar um projeto).

Passo 3. Revisar as propostas recebidas, avaliando as aptidões do profissional e preço. Até aqui, você não terá gasto nem um centavo com a Workana e só terá investido alguns minutos do seu tempo.

Passo 4. Escolher um profissional idôneo e progredir com o projeto.

Não permita que sua empresa deixe atividades de lado. Crie seu projeto hoje!

Post original: Alejandro Kikuchi
Tradução e adaptação: Analuísa Bessa

 

2 Comentarios
  1. Opa!
    Tive acesso a alguns artigos escritos nesse blog e gostei muito da matéria.
    Assuntos relacionados ao seu blog enriquecem o conteúdo da web, e transmitem conhecimento, para as pessoas menos experientes.
    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *