Carlos Alberto Romay, profissional TOP 50. “Se você realmente deseja crescer, é indispensável ter um grupo de trabalho”

Este mês entrevistamos outro grande profissional do TOP 50 da Workana, o Carlos Alberto Romay, especialista em Tradução e Conteúdos. Apaixonado por sua profissão e por seu estilo de vida freelance, Carlos lançou recentemente um e-book (já a venda na Amazon) com todos os segredos para ganhar dinheiro em casa de maneira efetiva e sustentável. Neste texto ele conta um pouco mais sobre como viveu este processo.

Carlos é um fiel usuário da Workana e, como tantos outros profissionais, ele se identifica muito com a plataforma. Sem ir mais longe, este artigo é uma clara amostra disso.

Com praticamente dois anos trabalhando na plataforma, Calor tem muito acrescentar a outros profissionais sobre como crescer como freelancers, e como aproveita hoje em dia a sua excelente posição no ranking workaneiro para ganhar mais e mais clientes. Convidamos você a conhecê-lo!

W: Como foram os seus primeiros passos como freelancer?

C: O meu início foi muito confuso, já que o excesso de informação da internet conseguiu me confundir e fazer com que eu perdesse muito tempo até encontrar o método correto de começar. Lembremos que, por mais que uma pessoa seja um excelente profissional no “mundo físico”, na internet as coisas são diferentes desde o ponto de vista de tempo, alcance, custos, etc. Você precisa posicionar a sua marca (branding), ter presença na internet (site, Facebook, blog, etc) e aprender de diferentes culturas, já que o seu alcance geográfico agora é mundial.

W: Quais eram os seus maiores problemas/desafios quando começou a trabalhar como freelance?

C: Um dos grandes problemas que me foi apresentado foi o fato de desconhecer o mercado. Me refiro a não ter referências como a Workana ou os demais, nos quais posso oferecer os meus serviços através de uma plataforma segura. Além disso, por viver na Argentina, as travas financeiras também complicaram as coisas. Por último, não sabia realmente quanto nem como cobrar pelos meus serviços, já que os valores são diferentes aos que cobraria no site.  

AlbertoRomaeWorkW: E como você conheceu a Workana?

C: Conheci a Workana fazendo uma busca na internet. Simplesmente chequei as referências e me cadastrei.

W: No seu caso, quais você acredita que foram as chaves para estar hoje no TOP50 da Workana?

C: Me informei sobre tudo o que precisava e comecei bem devagar, com um perfil baixo, já que entendi que deveria ser conhecido antes de poder avançar em projetos grandes. Aprendi com os mais bem posicionados no ranking olhando os seus perfis, li todas as newsletters da Workana e apliquei todas as dicas.  Uma em particular mudou a minha história: aquela que dizia que deveria dizer em meu perfil EXATAMENTE o que eu fazia; não tratar de abranger toda a gama possível de atividades, simplesmente definir o que faço. E isso funcionou quase que automaticamente. Quando mudei o título do meu perfil, chegou a mim um dos projetos nos quais ainda trabalho e que permitiu que eu me posicionasse. Mas, obviamente, o principal é cumprir com o compromisso assumido. O cliente deve ser atendido como foi prometido. Se não posso cumprir com um projeto, não o pego. Além disso, é preciso ter tempo para conversar com o cliente e determinar exatamente o que deseja. Do contrário, teremos problemas no futuro. Se você não sabe exatamente o que o cliente quer, como poderá oferecer o serviço que ele precisa?

W: O quão você julga favorável a um profissional estar entre os melhores de centenas de profissionais?

C: Acho que é muito a favor do profissional, não só dentro do âmbito da Workana. As vantagens são a confiança que gero, já que as minhas referências podem ser checadas instantaneamente e o cliente pode estar tranquilo por saber perfeitamente com quem está tratando. Por outro lado, o fato de estar bem posicionado no ranking é uma excelente referência, já que no meu CV ou perfis sociais eu me anuncio claramente como profissional destacado da Workana, e gero contatos. Por outro lado, as vezes me dá a sensação de que alguns prospectos se “assustam” e pensam que eu vou cobrar uma fortuna. O preço é o mesmo para um particular como para uma empresa. O meu compromisso é o mesmo para ambos: o valor é por hora, sem importar a categoria comercial do cliente.  O serviço será impecável em ambos os casos.

W: Você trabalha com uma equipe, correto? Quantos são e quais especialidades vocês têm?

C: Sim. Somos uma equipe de profissionais experts em dois temas bem diferenciados. Por um lado, Bernardo Rosello, Lidia Meoniz e eu formamos uma equipe de marketing online, negócios, empreendimentos e capacitação a distância. Bernardo é o expert certificado por John Maxwell em cursos, liderança, Mastermind, educação, lançamento de sites de e-learning e outros (bilíngue espanhol-inglês). Lidia se encarrega da edição de vídeos, publicidade, conteúdos e administração geral. Minhas tarefas neste time são apenas de marketing (publicidade, copywriting, manutenção de sites, etc). Por outro lado, junto a profissionais de sistemas oferecemos serviços de VoIP, Networking, Infraestrutura e Segurança Informática. Eles são Ernesto Scordo (Infraestrutura), Jorge Rodriguez (Networking), Lucas Durante (Segurança) e Alejandro Echague (VoIP).

W: Qual é a vantagem de contar com uma equipe de trabalho? Você o recomenda para outros freelancers?

C: Recomendo, sem dúvidas. Uma equipe te permite ampliar o alcance do seu serviço, além de poderem cobrir-se mutuamente diante de qualquer eventualidade. Sempre contamos com o apoio de cada um. Por exemplo, se alguém está doente, o cobrimos e o projeto continua. Isto não só nos beneficia, mas também nos permite cumprir o combinado com o cliente e atendê-lo como merece. É incrível o que uma equipe pode fazer. Sempre há alguém que traz uma ideia brilhante ou que põe vontade quando todos querem abandonar. Sem uma equipe, não estaria fazendo nem um terço do que faço. Se você realmente deseja crescer, é indispensável ter um grupo de trabalho.

W: E para encerrar… qual você diria que é o seu maior diferencial para os clientes?

C: Quem entender o meu perfil saberá que não vendo nada. Não ofereço só UM serviço. Sou a solução para o seu problema. O cliente apresenta uma necessidade e, se está entre minhas habilidades, eu lhe apresenta uma solução sob medida para o seu problema. Não sou um enlatado que faz várias coisas e você pode comprá-lo, eu apenas arrumo o tema. Sou a pessoa que escuta o seu requerimento, o avalia, entende e lhe apresenta uma ou várias soluções segundo os parâmetros estabelecidos. Resumindo, o que sempre trato fazer os clientes entenderem é que ofereço VALOR, ou seja, qualidade na solução. Ofereço o que serve para eles, não o que serve para mim. No caminho, não só gero pagamentos, mas também relações de confiança e amizades. Agradeço à Workana pela confiança e o apoio.

Prólogo: Jesica Mraz

Entrevista: Natalia Welner

4 Comentarios
  1. olá. preciso de redator. para um projeto de viajem hotel transporte pago 5,00

  2. Olá sou nova por aqui mas estou amando ler tudo e sobre todos, desejo o maior sucesso para todos os profissionais que merecem e buscam melhorar e passam pelos desafios diários em busca do seu espaço ao sol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *