Como contratar em programação sem saber programação

Hoje vamos falar sobre um assunto que causa muita preocupação para vários clientes. Como contratar em TI sem saber TI?

Os projetos de programação são sempre mais complexos e longos do que os demais, mas apesar de parecer ser um bicho de sete cabeças, é possível gerenciá-los sem ser um expert. A seguir, te contaremos com detalhes como isso é possível!

Programación web

1- Defina a sua necessidade

Definir o que você precisa é talvez a parte mais importante, mas muitas vezes subestimada. Um escopo claro evita problemas no futuro e permite que os profissionais mais adequados ao trabalho apresentem a sua proposta.

Você pode não entender de TI, mas precisa saber qual é o seu objetivo com o trabalho. Com isso definido, você pode segmentar este objetivo e transformá-lo em funcionalidades.

2- Defina se você precisa de um executor ou de um gerente de projetos.

Se você tiver dificuldades para transformar o seu objetivo final em funcionalidades, talvez precise de um gerente de projetos. Este profissional irá te ajudar a pensar na estrutura do seu projeto, e não somente executar o trabalho de acordo com instruções predefinidas.

Essa decisão é muito importante, já que contratar um executor quando não temos certeza do que queremos, ou quando não temos experiência em gerenciar, pode resultar em uma experiência negativa.

3- Como escolher o código de programação?

Depois de definir a sua necessidade, esse pode ser o momento de mais dúvidas e inseguranças, pois cada profissional pode propor algo diferente.

Há duas grandes formas de desenvolver um projeto de TI: uma é através de um código personalizado, e outra através de um CMS (Content Management System).

No código personalizado, o desenvolvedor cria a estrutura do início ao fim. É como um pedreiro que utiliza tijolos para construir uma casa, da fundação ao acabamento. Se o seu projeto for complexo ou se você quiser controlar e decidir cada aspecto das funcionalidades, essa pode ser uma boa opção.

Nos CMS, o desenvolvedor utiliza modelos e códigos pré-fabricados. Continuando com o exemplo do pedreiro, é como se as paredes da casa já chegassem prontas. Se você tem um orçamento menor e aceita que algumas funcionalidades do seu site/projeto sejam padronizadas, pode optar por um CMS. O tempo de desenvolvimento também é menor e é mais fácil trocar de desenvolvedor no futuro, já que os padrões de CMS são conhecidos por muitos programadores. Alguns exemplos de CMS são WordPress, Joomla e Drupal.

4- Como saber se vou pagar o valor correto?

Para verificar se os orçamentos recebidos estão corretos, pergunte aos profissionais o valor de sua hora de trabalho, e quantas horas eles imaginam usar para realizar o seu projeto. Normalmente os orçamentos de TI são calculados dessa forma.

Se você tiver dúvidas quanto a isso, peça para os profissionais interessados descreverem também as etapas do trabalho e quantas horas serão usadas em cada uma dessas fases. O resultado deve ser coerente com o orçamento total apresentado.

Fique atento também a propostas que sejam muito mais baixas do que a média. Nesse caso, talvez o profissional não tenha compreendido bem o trabalho a ser realizado e isso pode originar problemas depois da contratação.

5 – Como saber se o trabalho será bem feito?

Ao contrário do que pode parecer, a competência técnica não é a característica mais importante de um profissional. Para certificar-se de que o trabalho será bem feito, observe o comportamento do profissional de forma geral. Observe se ele sabe se comunicar de forma estruturada e organizada, e verifique os seus trabalhos anteriores, para analisar se a qualidade é compatível com o que você procura. Também priorize profissionais que busquem soluções, e não culpados.

Por último, dê prioridade total a profissionais que apresentem um escopo formalizado antes da contratação. Isso evita muitos problemas e demonstra capacidade de organização e preocupação com seu projeto.

Com essas técnicas, você pode contratar profissionais em programação mesmo sem ser expert na área, e realizar seus projetos com tranquilidade. Não se esqueça de que você pode contar com a assessoria da Workana para decidir em qual linguagem desenvolver o seu projeto, e para escolher o profissional ideal para realizar o trabalho.

Autora: Gabrielle Lopes, Customer Success Manager na Workana, jurista, poeta e cantora nos finais de semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *