Kelli L.

Versatilidade, esse é o caminho...

3.50 / 5

Brasil

Traducción y Contenidos

¡Atención! Freelancer con 2 incumplimientos de 15 proyectos
¿Qué es posición de perfil iron?

Iron es el nivel inicial de los freelancers de Workana. A medida que consigan más logros y ganen más proyectos, irán progresando hacia los niveles superiores. Leer más

¿Qué es un incumplimiento?

Un incumplimiento es una calificación negativa que aplica Workana a un usuario (luego de un arbitraje) debido a que el mismo no ha respetado alguno o ninguno de los términos del acuerdo del proyecto.

Calificaciones de clientes (15)
2 clientes contrataron a Kelli L. en más de una ocasión.

Cliente privado Hace 7 meses

Proyecto privado

Cliente privado Hace 7 meses

Proyecto privado

Cliente privado Hace 7 meses

Proyecto privado

Cliente privado Hace 7 meses

Proyecto privado

Freelancer Alexandre W.

"Excelente trabalho. A Kelli é super comunicativa, ágil e competente! Recomendo!!"

Brasil Alexandre W. Hace 7 meses

Revisão e edição de contrato - Advogado

Freelancer Christian O.

"Kelli foi profissional, prometendo um serviço no prazo e o entregando."

Brasil Christian O. Hace 8 meses

Transcricao de Novelas Brasileiras
Sobre mí
Sou uma pessoa dinâmica e muito criativa, sendo adepta à leitura e com aptidão à redação de textos acerca de temas diversos.
Gosto de trabalhos de pesquisas, sou formada em Direito, porém não me atenho apenas à área legal.
Sou muito comprometida com o que me proponho a fazer, principalmente com aquilo de que gosto.
tenho disponibilidade para dedicação à pesquisa e  confecção dos trabalhos.

Espero, sinceramente, satisfazer as pretensões dos clientes e ter minhas pretensões de igual forma satisfeitas.
Historia laboral
PROJETO “SOU POSITIVO”

OBJETIVOS DO PROJETO
Geral : Combate à discriminação aos soropositivos
Específicos: Incentivar os pacientes ao reconhecimento e assunção da condição de soropositivas, a fim de que haja aceitação e integração social, além de encorajamento a um posicionamento positivo  em relação à doença e às demandas da vida.
             
O projeto visa a esclarecer alguns pontos como:
=>Por que não existe o mesmo preconceito em relação a pacientes oncológicos??? Afinal, o câncer é uma das mais graves doenças da atualidade e MATA MAIS DO QUE A AIDS!
=>Por que existem campanhas de inclusão social para deficientes físicos e até intelectuais, como portadores de síndrome de donw, Por exemplo, mas não para soropositivos???
As únicas campanhas voltadas aos portadores da doença são sempre no sentido único da PREVENÇÃO, mas SÃO OMISSAS QUANTO À ACEITAÇÃO DOS JÁ INFECTADOS.
O grande “X” da questão reside no fato de que, primeiramente, as pessoas têm medo da contaminação pela proximidade do doente no cotidiano, mas acima de tudo, as pessoas geralmente associam a AIDS à promiscuidade sexual ou ao uso indiscriminado de drogas injetáveis.
Muitas pessoas olham os doentes já com conceitos pré-definidos de como a pessoa se tornou doente! Sim, as pessoas vêem o soropositivo como o promíscuo, que teve o “castigo” que mereceu, pela vida promíscua que escolheu levar! O preconceito leva à discriminação social dos soropositivos, que comumente são taxados de –“AIDÉTICOS”. Ocorre que a ignorância da sociedade impede que a doença seja compreendida e encarada como tal; a maioria da população sequer sabe que uma pessoa pode ser soropositiva sem necessariamente ser um aidético! O soropositivo é aquele que possui o vírus, o qual pode permanecer inócuo por tempo indeterminado, ao passo do aidético, que se trata daquele paciente no qual, de fato, já se manifestou a doença. Portanto, as maiores limitações ocorrem apenas após a manifestação da doença, sendo certo que até lá é possível que o paciente viva uma vida praticamente normal.

Ninguém atenta para o fato de que NÃO SE PEGA AIDS APENAS POR RELAÇÃO SEXUAL COM MÚLTIPLOS PARCEIROS OU USO DE DROGAS INJETÁVEIS!!!
Você pode ser uma dona de casa, casada, tida como íntegra e adquirir a doença através de relação com seu próprio marido, ou em uma transfusão de sangue mal-sucedida em hospital, ou pelo descuido de ir à manicure e não levar o seu alicate, por ex.
MAS INFELIZMENTE, AS PESSOAS SÓ ASSOCIAM AIDS ÀS DROGAS E PROMISCUIDADE!
É inegável, é claro, os apontamentos feitos pelas pesquisas nos CHAMADOS GRUPOS DE RISCO, mas ainda assim, MESMO QUE a doença tenha advindo de uma dessas situações, É DIREITO DE TODO SER HUMANO SER TRATADO COM DIGNIDADE E IGUALDADE DE DIREITOS, não importando sequer como fora adquirida a doença!!!
NÃO CABE A NENHUM DE NÓS JULGAR, MAS TÃO SOMENTE ACEITÁ-LOS e entendê-los como pessoas normais, com apenas algum tipo de limitação.
Fator que causa mais espanto ainda é a DISCRIMINAÇÃO DENTRO DA PRÓPRIA FAMÍLIA!
É preciso trabalharmos a integração deste paciente novamente à sua família, além de ajudarmos a reintegrá-lo à sociedade de um modo geral!
Na perspectiva das Empresas, estas também poderão e deverão aderir ao projeto “SOU POSITIVO”, favorecendo a contratações de pacientes em bom estado de saúde, contribuindo para erradicação do preconceito, pondo em prática a função social da empresa, podendo em troca ter a divulgação de sua marca na mídia. (divulgação esta pela própria ONG, em suas redes sociais e quem sabe até televisiva)
Quanto aos demais voluntários também poderão aderir ao projeto, angariando alimentos, bem como todos utensílios e materiais necessários à manutenção da ONG e melhoria da qualidade de vida desses pacientes!

PAPEL DA IGREJA :
•    Efetuar visitas periódicas aos pacientes na ONG, com interação, lanches, levando até eles o conhecimento da verdade que liberta e Cura, incentivando a esperança e encorajando-os a prosseguir;

•    Promover, na medida do possível e do interesse do paciente, sua integração com sua família biológica, através de visitas pré-agendadas e acompanhamento psicológico.

•    Promover eventos voltados para os pacientes, como retiros, ou quem sabe até eventos fechados direcionados a eles, na própria igreja!

•    Colaborar para reintegração desses pacientes ao mercado de trabalho;

•    Oferecer orientação para encaminhamento à previdência social;


PARA TANTO SERÁ NECESSÁRIO:

1-    Formar grupos que se proponham a acompanhar essas pessoas, inclusive fazendo a “ponte” entre as mesmas e suas famílias;
2-    Elaborar eventos com temas encorajadores , voltados à realidade desses pacientes, inclusive sobre cura!
3-    Criar um grupo de intercessão;
4-    Buscar apoio de empresas que se proponham a contratar pacientes “saudáveis” reintegrados físico e emocionalmente à sociedade;
5-    Buscar advogados voluntários, para auxiliar no pleito de ben


OBS: Projeto elaborado para uma instituição religiosa
Contratar
Ranking

Workana: 14.110 de 881.652

Traducción y Contenidos: 3.625

Rankeado en Brasil: 1.531

¿Cómo mejoro mi posición?

Proyectos finalizados: 15

Posición del perfil: Iron

Calificaciones de clientes 14

Incumplimientos (2)

Último login: Hace 2 meses

Registrado: Hace 9 meses