Rafael F. freelancer experto en Analytics, Escritura Creativa, Creatividad y Talento, Interpretación de los datos, Medio ambiente

Rafael F.

Pesquisa e Desenvolvimento

0 / 5

Brasil
Sobre mí
Estudante da Área de Humanidades, com experiência acadêmica em Gestão Ambiental pela Universidade de São Paulo (USP) com interesse em Análise Racional e Redação Científica.

Enquanto teórico, busca a compreensão e a interpretação da realidade humana através de certas abstrações e representações daquilo que lhe sensibiliza, organizadas através do conceito de sistema.

Encarar teoricamente a realidade como um Sistema, sugere que há componentes e processos em planos abstratos, passíveis de serem localizados, identificados e caracterizados em busca de conhecimento sobre nossa realidade humana.

Desta forma, possui atenção especial nas áreas de conhecimento da Teoria Geral de Sistemas, das Ciências Sociais, com destaque para a Sociologia e Antropologia, assim como, na área de conhecimento da Psicologia e da Semiótica.

Durante sua permanência na Universidade dispôs da oferta de um rico e diverso repertório de informações capaz de contemplar áreas como: Ecologia Humana, História Ambiental, Antropologia em Comunidades Rurais, Semiótica, Comunicação, Sociologia Geral e Economia.

Recentemente despertou sua atenção para a literatura, com destaque para os romances e poesias. Possui textos fictícios de temática sociopsicológica.
Historia laboral
As atividades profissionais realizadas são de Extensão e Pesquisa Acadêmica e, são categorizadas em cinco áreas específicas ou de temas orientadores:

1)Educação Ambiental
2)Sociologia Geral,
3)Desenvolvimento Local Sustentado e Integrado
4)Semiótica Introdutória de Peirce
5)Ecologia Humana

Para lhe ajudar entender tudo isso, segue a descrição de cada uma das atividades profissionais e suas áreas específicas de conhecimento.

Neste primeiro momento as atividades de Extensão:

I) A Educação Ambiental fica por conta do Programa USP Recicla e seu projeto de minimização de impactos ambientais pela re-significação dos resíduos, suas funções e usos.

Atividades de artesanato faziam parte deste projeto e objetivavam a mudança de atitude diante o resíduo gerado com a produção de objetos utilitários e estéticos.

II) A Sociologia Rural Aplicada foi apresentada pelo Grupo Terra - Territórios Rurais e Reforma Agrária, por conta do levantamento de características socioeconômicas dos moradores do Assentamento Rural Milton Santos, realizado em Americana, interior de São Paulo, com a finalidade de auxiliar na organização racional da sua produção para, posteriormente, incrementar frentes de processamento do produto in natura.

III) O Grupo Oca e sua tentativa de reforma socioambiental pelo reconhecimento comunitário foi responsável por apresentar a Comunidade da Caximba, em Apiaí, Sul do Estado de São Paulo, e seus problemas socioambientais complexos.

À época, estes problemas resultavam em uma questão socioambiental complexa que demandava para seu entendimento a coordenação entre conhecimentos de Educação, Economia, Agricultura e Sociologia.

A Pesquisa-Ação agiu na tentativa de elaborar um sistema de produção e sustentação comunitário de baixo impacto social e ambiental com respeito ao Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável.

Assim, termina o primeiro momento de apresentação, com a descrição de algumas experiências profissionais necessárias para o mínimo entendimento das três primeiras áreas específicas de conhecimento (supracitadas).

Neste segundo momento, apresenta-se as atividades de pesquisa responsáveis por completar as cinco áreas específicas de conhecimento e finalizar esta apresentação geral.

I) O Grupo de Estudos de Ecologia Humana propiciou a pesquisa em áreas da Antropologia, Comunicação, Ecologia e Sociologia e pretendia entender as relações entre as formas de comunicação, mutabilidade do conteúdo e comportamento humano e, de maneira específica, as relações entre o texto escrito, as mensagens eletrônicas, redes sociais e novos comportamentos humanos.

II) O Grupo de Pesquisa e Extensão em Educação e Comunicação Ambiental contribuiu no início dos estudos gerais em Semiótica e nos campos da Cultura, através dos Ambientes de Dados e Informações, Campos de Força, Poder, Conceito e Plataformas Políticas.

Rankeado: No está rankeado

Último login: Hace 2 años

Registrado: Hace 3 años